Ressonância Magnética da mama detecta tumor que na mamografia passa desapercebido

28 de Maio: Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher

 

Nas duas últimas décadas, vários avanços foram obtidos no campo da ressonância magnética de mama, como o uso sistemático do meio de contraste, que torna o exame uma importante ferramenta na detecção, diagnóstico e estadiamento do câncer de mama. A justificativa para o seu uso é que a maioria dos cânceres apresenta realce consistente após a injeção intravenosa do contraste paramagnético. O mais comumente usado em ressonância magnética tem como base o gadolínio.

Dentre as indicações potenciais a realizar o exame está a avaliação da extensão tumoral (muitas vezes subestimada pela mamografia) em pacientes com diagnóstico prévio de câncer de mama que serão submetidas à cirurgia conservadora. “A ressonância magnética é um exame de maior sensibilidade para detectar a doença e outros tipos de tumores. Quando a paciente vai para uma cirurgia, é preciso realizar um estudo prévio completo. Esse exame possibilita a detecção do tumor bilateral, que na mamografia e no ultrassom não é identificado, além de mostrar a real extensão da lesão da mama a ser operada”, explica a Drª Cristina Stefanon.

A ressonância magnética da mama é recomendada no rastreamento do câncer de mama se ela for restrita a pacientes de alto risco, ou seja, mulheres portadoras de mutações BRCA 1 e 2 e TP53 ou com histórico familiar de alto risco para a doença. “Há casos especiais, como as mulheres que possuem silicone e querem ver a integridade da sua prótese. Nesses casos, a ressonância magnética também é indicada”, conclui a especialista.

.

Fonte

Cristina Stefanon – Médica radiologista da Alliar Medicina Diagnóstica.

.

*****

.

 

Bruna Innamorato
Fone: (11) 3081.3743 / (11) 3477.2467 / (11) 9 9109-1573
E-mail:binnamorato@timecomunicacao.com.br
www.timecomunicacao.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.