Os riscos do sedentarismo e suas consequências para o desenvolvimento de lesões na coluna vertebral

Fisioterapeuta explica sobre a necessidade dos exercícios físicos diários e destaca que existem alternativas não cirúrgicas para se livrar das dores

.

 

O sedentarismo é um dos principais problemas do mundo moderno e a rotina nas grandes cidades brasileiras tem tornado a vida cada vez mais estressante. O trânsito caótico não permite, por exemplo, que atividades como o ciclismo sejam praticadas com segurança e prazer, afastando a possibilidade de se melhorar a questão da mobilidade urbana e, paralelamente, contribuir com os aspectos de saúde pública. Não praticar exercícios físicos pode provocar sérios danos corporais e a falta de hábitos saudáveis levam milhares de pessoas diariamente aos hospitais, clínicas e consultórios médicos.

Segundo o fisioterapeuta Giuliano Martins, o sedentarismo causa o enfraquecimento da musculatura. “Em especial a musculatura profunda de coluna vertebral, que é a responsável por evitar o desenvolvimento de hérnias de disco, de desvios posturais, de dores musculares e de desgaste precoce.”

De acordo com Martins, as pessoas cometem um perigoso equívoco ao recorrerem à automedicação. “Quando as dores aparecem, o indivíduo ingere qualquer medicamento, sem consultar um especialista. O incomodo some e tende a reaparecer depois em crises mais fortes.”

A tecnologia nos tratamentos não cirúrgicos surge como uma importante alternativa. “O nosso atendimento direcionado contempla o paciente com análises ortopédicas e neurológicas para a real identificação da lesão, além de possuirmos as técnicas de Terapia Manual, de mesas de Flexo-descompressão e de Tração Eletrônica em conjunto com a Técnica de Estabilização Vertebral”, afirma o fisioterapeuta.

No entanto, a prevenção ainda é o melhor remédio e recomenda a prática de atividades físicas, como a musculação, a natação e o pilates. “Também devemos estar atentos à postura seja em casa, no carro ou no trabalho”, finaliza.

Confira mais orientações em www.itcvertebralribeirao.com.br/media/upload/cartilha.pdf

.

Fonte

Giuliano Martins – Fisioterapeuta, diretor regional da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRColuna), proprietário do ITC Vertebral Ribeirão e do ITC Vertebral Curitiba e perito judicial do trabalho.

 

Sobre o ITC Vertebral – Fundado pelo fisioterapeuta Helder Montenegro, presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRColuna) e reconhecido como um dos maiores especialistas em tratamento de coluna no Brasil, o Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral iniciou suas atividades em 2005, em Fortaleza (CE).

Em apenas dois anos foram mais de 700 pacientes tratados, com êxito, pelo método RMA. Tais resultados alcançaram grande projeção e o ITC Vertebral passou a receber pacientes de todo o Brasil. Com o aumento da demanda, o ITC Vertebral decidiu formatar a primeira franquia em fisioterapia do país e, em 2007, deu início à uma expansão que já contabiliza 70 unidades no país. Capitais como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, por exemplo, já contam com mais de uma unidade do Instituto. O ITC Vertebral é afiliado à ABF (Associação Brasileira de Franquias). Em 2010, foi ranqueado pela Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios em primeiro lugar no quesito crescimento econômico e terceira posição em satisfação dos franqueados que, juntos, já trataram mais de 4 mil pacientes.

Por conta do reconhecido trabalho, o ITC Vertebral recebeu convites para demonstrar seus resultados no México, Inglaterra, Holanda, Portugal, Argentina, Chile e Venezuela, países que estão em vias de instalar unidades do Instituto.

.

Serviço

ITC Vertebral (Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral)
Avenida Presidente Vargas, 2121 sala 2401
Edifício Times Square
Telefone (16) 3623 3248
Site : www.itcvertebralribeirao.com.br

*****

Atendimento à imprensa

Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa
(16) 3237.7367 / 3237.7368 / 3237.7369
www.nucleodanoticia.com.br
Rodrigo Martins – (16) 9.8136.8163
rodrigomartins@nucleodanoticia.com.br
Vanessa Del Grossi – (16) 9.9233.2593
vanessadelgrossi@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 9.8142.4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.