Hipertensão arterial pode comprometer a visão

Se não tratada corretamente, a pressão alta causa retinopatia hipertensiva, doença que pode levar à cegueira

.

 

A hipertensão arterial é uma doença que acomete, aproximadamente, 24% da população brasileira adulta, segundo o Ministério da Saúde, provoca danos que vão além da saúde cardiovascular.

A Dra. Lara Daniela Rabelo Barros explica que a pressão alta é a principal causa da retinopatia hipertensiva. “A hipertensão arterial sistêmica não controlada atinge a retina, os vasos sanguíneos oculares, a coroide e o nervo óptico, comprometendo a visão.”

A retinopatia hipertensiva acomete hipertensos crônicos, diagnosticados há mais de cinco anos com hipertensão arterial e, também, aqueles com hipertensão grave, maligna ou toxemia gravídica.

Dra. Lara Daniela Rabelo Barros ressalta que as consequências desta doença podem ser graves. “O paciente pode ter uma leve perda da acuidade visual. Contudo, se não tratada corretamente, a enfermidade pode levar à cegueira.”

O diagnóstico da doença é feito por meio de exames oftalmoscópicos, que avaliam as alterações vasculares causadas pela hipertensão arterial. “Exames como fundoscopia e oftalmoscopia direta e indireta permitem o diagnóstico precoce da retinopatia hipertensiva e a avaliação da severidade da patologia”, esclarece a médica.

A oftalmologista acrescenta que o tratamento depende do estágio da doença. “É primordial o controle do nível pressórico, juntamente com consultas cardiológicas regulares e estilo de vida saudável. Em casos de estágio avançado, o tratamento se baseia em fotocoagulação a laser e injeções intravitreas”, conclui.

Fonte

Lara Daniela Rabelo Barros – Médica oftalmologista do Visão Institutos Oftalmológicos.

 
*****

 

Christiana Ribeiro
(55 61) 3039-8101 / 8491-0038
christiana.ribeiro@imagemcorporativa.com.br

 

 

 

 

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.