Mononucleose – doença contraída no Carnaval pode demorar mais de um mês para se manifestar

Entenda como se manifesta a mononucleose, também conhecida como Doença do Beijo

.

 

O carnaval está chegando e os foliões estarão espalhados por diversas cidades do Brasil atrás de blocos. Nessas festas, muitas pessoas podem contrair uma doença que poderá demorar um mês para se manifestar: a mononucleose que é transmitida pela saliva contaminada e, por isso, é conhecida como doença do beijo.

Segundo a dra. Eliane Tiemi Iokote, essa é uma doença causada pelo vírus Epstein-Baar, que acomete principalmente adolescentes e jovens, entre 15 e 25 anos, pois está vinculada ao comportamento. “A transmissão é pela saliva, o que ocorre mais frequentemente por um beijo, mas uma conversa mais de perto também pode contaminar.”

Após a transmissão, o vírus pode ter um período de incubação de 45 dias, ou seja, os sintomas podem demorar a aparecer. Entre eles, a pessoa pode ter febre, gânglios inchados no pescoço, dor de garganta sem pus, tosse, dor generalizada nas articulações e manchas na pele. A infectologista Eliane afirma que o diagnóstico é clínico e o médico poderá indicar um hemograma para ver a contagem de leucócitos, além do exame laboratorial para confirmar a presença do vírus.

Não existe um tratamento específico para a mononucleose. O médico irá acompanhar a evolução do quadro e prescreverá medicações sintomáticas, como remédio para febre e dor. Como a doença é transmitida pelo beijo, a única forma de prevenção é evitar o contato com secreção oral de pessoas infectadas. De acordo com a dra. Eliane, o corpo tem uma memória imunológica e, por isso, se a pessoa já teve mononucleose, ela não vai ter novamente.

.

Fonte

Eliane Tiemi Iokote – Médica infectologista da Beneficência Portuguesa.

 

*****

 

Mais informações

Imagem Corporativa
Mara Speri |11-3505 4480 |mara.speri@imagemcorporativa.com.br
Hugo Ribeiro | 11 3526 4515| hugo.ribeiro@imagemcorporativa.com.br
Beatriz Bueno | 11-3526 4523 beatriz.bueno@imagemcorporativa.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.