Osteoporose causa mais de 120 mil fraturas por ano

Consumo excessivo de bebidas alcoólicas é um dos fatores de risco para o agravamento da doença

.

A Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (ABRASSO) estima que 10 milhões de brasileiros sofrem com algum grau de osteoporose. Dados da Fundação Internacional de Osteoporose (IOF) apontam que, no mundo, uma em cada três mulheres e um em cada cinco homens acima dos 50 anos tem sinais da doença.

A osteoporose é caracterizada pelo processo de perda da massa óssea e consequente deterioração mecânica do tecido ósseo, levando ao aparecimento de microfraturas e aumentando as chances de fraturas ósseas completas. No país, estima-se que o número de fraturas ultrapasse 120 mil casos por ano. Além disso, um estudo realizado pelo IOF revela que a incidência de fraturas no quadril crescerá 32% até 2050.

Dr. Weldson Muniz explica que independentemente do sexo, o processo de perda óssea inicia-se aos 40 anos de idade. Porém, o médico explica que as mulheres são mais propensas ao diagnóstico da doença. “As mulheres estão no grupo de risco da osteoporose, pois após a menopausa a baixa de hormônios acelera a diminuição de cálcio dos ossos.”

O médico acrescenta que os pacientes diagnosticados com a doença devem ter alguns cuidados. “Dentre esses cuidados, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas intensifica a diminuição das reservas de cálcio e, consequentemente, faz com que os ossos fiquem mais fracos”, relata.

.

 Fontes de cálcio

Dra. Priscila Cseke indica o consumo de leite e derivados para a suplementação cálcio. “Os benefícios do leite para a saúde dos ossos são comprovados. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica o consumo de quatro porções da bebida por dia, o que equivale a 800 a 1200 mg de cálcio.”

Além do leite, a especialista recomenda banhos de sol, para obter os níveis adequados de Vitamina D. “Esta é a vitamina responsável pela absorção do cálcio no organismo. Então, é indicado, no mínimo, 30 minutos de sol por dia. É preciso enfatizar que o período mais adequado é pela manhã ou ao fim do dia. A pessoa deve estar de preferência sem protetor solar, para que a vitamina seja absorvida pela pele.”

.

Fontes

Priscila Cseke – Nutricionista do Hospital Santa Luzia, em Brasília.

Weldson Muniz – Médico ortopedista do Hospital Santa Luzia, em Brasília.

.

*****

.

 

Christiana Ribeiro
Imagem Corporativa
www.imagemcorporativa.com.br
www.twitter.com/icdigital
Tel: (55 61) 3039-8393
Fax: (55 61) 8491-0038

 

                                                                 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.