O glúten e o peso

O glúten está na moda, mas algumas dietas divulgadas recentemente preconizam a retirada do glúten da alimentação com o intuito de emagrecimento, sendo ou não, portadores da doença celíaca

.

Impossível falarmos sobre o glúten sem citarmos também a doença celíaca, porque desde sempre o glúten foi retirado da alimentação somente nesse caso. O glúten é o protagonista dessa doença, é a substância pela qual o celíaco é intolerante, ou seja, o responsável pelas reações tão desagradáveis como dor abdominal, inchaço, diarreia, anemia e fadiga.

Cura? Não. O que fazer? Retirar o glúten da alimentação para sempre.

Essa proteína é encontrada em aveia, trigo, cevada, centeio, malte e em seus derivados: pães, massas, bolachas, cerveja, uísque, além de diversos produtos industrializados. Os portadores da doença celíaca encontram versões livres de glúten de praticamente todos os tipos de alimentos e devem se organizar e se adaptar a esse novo tipo e hábito alimentar.

No entanto, pesquisas indicam que o gene para sensibilidade ao glúten está presente em grande parte da população, podendo aparecer ou não, em diversos graus de intensidade e em qualquer época da vida, porém ainda faltam fortes evidências científicas para restringirmos o glúten da população em uma maneira geral.

Meus pacientes ou leitores sabem que não sou adepta dos radicalismos, tratamentos que optam pelos extremos, pois me parece muito mais prudente o caminho do meio, que nos leva ao equilíbrio. Cada ser humano é passível de suas peculiaridades, é merecedor de uma análise individual e dessa forma tenho feito também em relação ao glúten.

Retirar o glúten dos não celíacos em alguns casos proporciona a perda de peso, melhora a função intestinal, melhora a qualidade de vida, mas com suplementação de fibras e vitaminas e com o comprometimento de que a mudança no estilo de vida continua sendo fundamental, além de que não há necessidade de privações como se fora portador da doença celíaca.

Então, se deixarmos de consumir esses produtos, carboidratos considerados vilões do ganho de peso, conseguiremos um peso ideal? Eis a questão: conscientização, atitude, equilíbrio, moderação e continuidade são fatores relevantes quando o assunto é emagrecimento com saúde.

 

Fonte

Tatiana Cunha – Médica Pós-graduada em Endocrinologia e Terapêutica da Obesidade, CRM/SC 13173 – CRM/MS 5699 – CRM/SP 144065.

www.tatianacunha.com.br
blog: www.clinicatatianacunha.blogspot.com
facebook:.facebook.com/clinica.tatianacunha
twitter:@clinicatatianacunha
Instagram: @tatiana__cunha

.

*****
Informações para imprensa

Juliana Arliani
Assessora de Imprensa e produtora
Contato: (11) 2283-2729 / 94986-8434
E-mail: juliana@inassessoria.com.br

Carina Basso
Assessora de Imprensa e Jornalista
Contato: (11) 2283-2729 / 98339-3033
E-mail: carina@inassessoria.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.