Câncer de mama, também em homens

O câncer de mama é uma doença rara no homem. Para cada 100 mulheres apenas um homem é diagnosticado com a enfermidade, geralmente um estágio mais avançado, com doença invasiva. Está fortemente ligado à fatores genéticos e sempre que feito o diagnóstico é importante a realização de aconselhamento genético e pesquisa de mutação do gene BRCA. A idade média de apresentação é dos 65 aos 70 anos, cerca de 10 a 15 anos mais tarde que nas mulheres. “Os tumores tendem a expressar mais frequentemente receptores hormonais e raramente expressam a oncoproteína Her 2, positivo em cerca de 15% das mulheres com câncer de mama. Aproximadamente 90% dos casos são do subtipo histológico carcinoma ductal, sendo rara a forma lobular da doença, a segunda mais comum no sexo feminino”, explica o Dr. Ellias Abreu.

Na maioria das vezes apresenta-se como uma massa endurecida na região do mamilo, muitas vezes erroneamente diagnosticada como ginecomastia. A realização de mamografia e a bióspia da lesão está indicada quando há suspeita da doença. Os fatores de risco são os mesmos das mulheres, destacando-se exposição à hormônios femininos, sedentarismo, obesidade, tabagismo, etilismo e fatores genético. “Há também condições específicas do homem que favorecem o aparecimento do câncer de mama, como criptorquidia (testículos na cavidade abdominal), ginecomastia (geralmente secundária ao uso de medicamentos), doenças do fígado (cirrose, esquistossomose) e síndrome de Klinefelter, um distúrbio genético raro no qual ocorre feminilização dos caracteres sexuais masculinos”, completa Dr. Ellias.

O tratamento do câncer de mama masculino geralmente segue os mesmos princípios do tratamento utilizado na população feminina. A cirurgia ainda é a principal ferramenta terapêutica, sendo que a quimioterapia e radioterapia podem ser indicadas. O tratamento utilizando bloqueio hormonal com tamoxifeno por cinco anos deve ser instituído em caso de positividade dos receptores hormonais. “A droga alvo contra o antígeno Her 2 (trastuzumabe) deve ser indicada quando há hiperexpressão daquela oncoproteína”, finaliza o médico.

.

Fonte

Ellias Abreu – Médico oncologista da Oncomed BH.

.

Serviço

Oncomed – Centro de Prevenção e Tratamento de Doenças Neoplásicas
Funcionamento: segunda à sexta-feira, de 8h às 20h
Telefone: 31 3299 1300
Rua Bernardo Guimarães, 3106 – Barro Preto
Belo Horizonte – MG
www.oncomedbh.com.br

.

*****

.

Juliana Morato
Link Comunicação Empresarial
Assessora de Comunicação
juliana.morato@linkcomunicacao.com.br
(31) 2126-8072 / (31) 9815-5467 (31) 9809-3471




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.