Smartphones, aplicativos e atividade física – combinação exige cuidados

Além de proteger o aparelho durante a prática do esporte, é importante não abrir mão do acompanhamento médico em favor do uso de aplicativos

.

Os celulares não são os melhores companheiros de seus proprietários apenas no mundo do trabalho ou do entretenimento. Quem quer emagrecer, conquistar a forma física dos sonhos ou simplesmente melhorar a performance nos exercícios também conta com os aparelhos para monitorar queima de caloria, registrar a dieta, a evolução dos treinos de corrida ou da musculação. Basta acessar um dos vários aplicativos à disposição. A má notícia é que a combinação entre exercícios físicos, aplicativos e smartphone pode colocar os celulares e a saúde em risco, caso não haja cuidados especiais.

“Os casos que acompanhamos aqui no Clube Pitzi mostram que corrida e musculação são as atividades físicas mais comumente relacionadas a danos aos celulares, fora claro os esportes radicais”, explica Daniel Hatkoff. “No caso da corrida, isso se deve tanto ao sucesso do esporte e ao grande número de praticantes, quanto ao fato de que correr implica risco de queda e contato com suor, o que pode fazer com que os componentes eletrônicos do aparelho sofram oxidação”, completa. O suor é também um risco potencial durante a prática da musculação.

Para os atletas, a dica é tomar cuidados básicos como proteger o celular com capa específica e dispensar a ele um lugar especial, onde possa ser mantido seco. “Isso evita, por exemplo, que o celular sofra com chuvas que podem pegar atletas de esportes como corrida e ciclismo de surpresa durante os treinos em locais abertos”, explica Daniel. As opções para proteger o smartphone vão de um simples saco plástico passando por braçadeiras especiais para esportes e bolsas com esta finalidade. “O mais importante no caso das corridas e do ciclismo é evitar a prática do esporte com o celular no bolso ou em lugares dos quais eles possam facilmente cair. Quem já viveu o pior desta experiência sabe que o resultado pode ser um tombo seguido de atropelamento e perda total do aparelho”, diz Hatkoff.

.

Fonte

Daniel Hatkoff – Fundador do Pitzi, empresa que oferece planos de proteção contra acidentes de celulares via internet.

 

.

Sobre o Clube PITZI

O Pitzi foi criado para “quem é louco” por smartphones. Pioneiro no Brasil, o Clube vende planos de proteção contra acidente para celular por meio da internet. Pesquisa da própria Pitzi aponta que 80% das falhas de celulares são causadas por acidentes, como a quebra de tela e teclados. Para solucionar as falhas, a companhia conta com uma equipe capaz de resolver em, no máximo, cinco dias, as falhas dos aparelhos.

Site: www.pitzi.com.br
Facebook: http://www.facebook.com/PitziBrasil
YouTube: YouTube.com/clubepitzi

.

*****

.

Informações

Tree Comunicação
(11) 3093-3609
Fernanda Marques fernanda.marques@tree.inf.br
Janaína Gomes – Janaina@tree.inf.br
Heloiza Carvalho – heloiza@tree.inf.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.