Ressonância magnética auxilia no diagnóstico de doenças ortopédicas

Além de ser um procedimento não invasivo, o exame proporciona maior precisão de imagem

.

A ressonância magnética tem se tornado, cada vez mais, uma grande aliada no diagnóstico de doenças. Isto porque é um exame não invasivo, que proporciona maior resolução anatômica e por permitir a visualização direta das estruturas osteoarticulares e musculotendíneas.

Dr. Marcelo Canuto explica que uma das áreas médicas mais beneficiadas com a ressonância é a ortopedia. “Antes do surgimento deste exame, era preciso fazer um procedimento invasivo com contraste e ar (artrografia), para visualizar indiretamente as estruturas articulares. Com a precisão da ressonância magnética é possível enxergar melhor as articulações, os músculos e os tendões.”

A ressonância auxilia, também, nos casos de lesões ou traumas recentes, pois o paciente pode estar com muitas dores e, desta forma, o ortopedista terá dificuldade em realizar um exame clínico adequado. “Sem o apoio da imagem não é possível identificar a extensão da lesão e se outras estruturas foram comprometidas”, ressalta o médico.

Além da alta qualidade da imagem, outro benefício é a rápida recuperação. “No procedimento antigo o paciente tinha que esperar até cerca de três dias para voltar à rotina normal. Hoje, ele sai do exame pronto para voltar a trabalhar. Por isso, muitos esportistas optam pela ressonância magnética”, exemplifica Dr. Marcelo.

O especialista cita que a ressonância é muito eficaz no diagnóstico de traumas esportivos, rupturas de ligamentos, doenças inflamatórias, infecciosas, metabólicas e tumores. “No grupo de doenças articulares não traumáticas o exame é indicado, principalmente, para pacientes com suspeita de osteoartrose, reumatismo, artrites sépticas, gota, entre outras.”

Os exames ortopédicos duram, em média, 20 minutos e a maioria não necessita de contraste. Porém, quando a suspeita de tumores ou artrite o contraste é usado para melhorar a visualização e a caracterização da doença. “Não há necessidade de preparação para este exame, contudo, se for utilizado contraste, requer um jejum de três a quatro horas”, finaliza Dr. Marcelo.

.

Fonte

Marcelo Canuto – Médico radiologista do laboratório Pasteur.

.

 

 

 

Sobre o Pasteur Medicina Diagnóstica

O Pasteur nasceu há 38 anos em Brasília e atualmente possui 31 unidades de atendimento no Distrito Federal e Entorno. Considerado referência no segmento de medicina diagnóstica, o laboratório disponibiliza aos clientes serviços com qualidade e credibilidade. E, para quem não tem plano de saúde, o programa Pasteur Popular oferece exames com preços acessíveis para toda a família. A marca conta, ainda, com o projeto Pasteur Melhor Idade, que oferece atendimento diferenciado para idosos e uma série de vantagens, como descontos especiais no valor dos exames de análises clínicas, anatomia patológica e imagem. Com o objetivo de buscar continuamente mais conforto aos pacientes, o laboratório desenvolveu o conceito de atendimento integrado na Mega Unidade Taguatinga Norte, que oferece mais de três mil tipos de exames de análises clínicas, anatomia patológica e diagnóstico por imagem no mesmo local.

Para mais informações acesse o site www.pasteur-df.com.br ou entre em contato com o Atendimento ao Cliente no (61) 4004-9669.

.

*****

 

.


Gabriel Valério
Imagem Corporativa
www.imagemcorporativa.com.br
www.twitter.com/icdigital
São Paulo / Rio de Janeiro / Brasília
Tel: (55 61) 8145-6840 / 3039-8101

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.