Asma atinge 20% da população mundial

Um terço dos pacientes asmáticos tem pelo menos um familiar com a doença ou outro tipo de alergia

.

O Ministério da Saúde estima que 20% da população mundial seja portadora de asma. No Distrito Federal, 1.995 pacientes foram internados, em 2012, em decorrência da doença, o que custou R$ 1.153.509,23. Já o número de óbitos foi de 17 pessoas.

Caracterizada por uma inflamação crônica das vias aéreas, a asma causa um estreitamento reversível dessas vias, levando à limitação variável da passagem do ar e atingindo indivíduos de todas as faixas etárias. “Aproximadamente um terço de todos os pacientes asmáticos possui pelo menos um familiar com a doença e/ou outro tipo de alergia”, afirma Dr. Jaime Rocha.

É preciso ficar atento, pois se não for tratada de forma adequada à doença pode levar à morte. No mundo, estima-se que a asma seja responsável por 250 mil óbitos anuais, sendo que no Brasil essa taxa é de aproximadamente dois mil por ano. “Apesar de não ter cura, quando o paciente é acompanhado por um especialista, a doença pode ser controlada e os sintomas desaparecerem por meses ou até anos”, comenta o médico.

Nesta época do ano há um aumento nos índices de crises de asma devido ao frio, poeira, mofo, fumo e por conta das pessoas permanecerem mais tempo em ambientes fechados, aumentando a exposição aos fatores desencadeantes.

Os principais sintomas são tosse, na maioria das vezes seca, falta de ar, chiado no peito e opressão torácica.

Dr. Jaime lembra que uma pessoa com sintomas respiratórios como tosse, cansaço ou falta de ar deve procurar um médico. O tratamento da asma é focado no controle ambiental, terapia farmacológica e imunoterapia. “Os asmáticos devem evitar contato com os fatores capazes de desencadear a doença. Para muitos pacientes, a medicação deve ser administrada diariamente com a finalidade de controlar os sintomas, melhorar a função pulmonar e prevenir crises”, conclui o médico.

.

Os fatores desencadeantes da asma mais habituais incluem:

* Exposição a alérgenos, tais como ácaros domésticos: na roupa de cama, nos tapetes e nos estofados felpudos, bichos de pelúcia, poeira domiciliar.

* Exposição a animais com pelo, baratas, pólen e mofo.

* Exposição a irritantes ocupacionais.

* Exposição à fumaça do tabaco.

* Exposição à poluição aérea.

* Infecções (virais) respiratórias.

* Exercício físico.

* Emoções fortes.

* Irritantes químicos e remédios (tais como aspirina e betabloqueadores).

* Refluxo gastroesofágico.

.

Fonte

Jaime Rocha – Médico infectologista do laboratório Pasteur.

 

 

 

 

 

 

 

Sobre o Pasteur Medicina Diagnóstica

O Pasteur nasceu há 38 anos em Brasília e atualmente possui 31 unidades de atendimento no Distrito Federal e Entorno. Considerado referência no segmento de medicina diagnóstica, o laboratório disponibiliza aos clientes serviços com qualidade e credibilidade. E, para quem não tem plano de saúde, o programa Pasteur Popular oferece exames com preços acessíveis para toda a família. A marca conta, ainda, com o projeto Pasteur Melhor Idade, que oferece atendimento diferenciado para idosos e uma série de vantagens, como descontos especiais no valor dos exames de análises clínicas, anatomia patológica e imagem. Com o objetivo de buscar continuamente mais conforto aos pacientes, o laboratório desenvolveu o conceito de atendimento integrado na Mega Unidade Taguatinga Norte, que oferece mais de três mil tipos de exames de análises clínicas, anatomia patológica e diagnóstico por imagem no mesmo local.

Para mais informações acesse o site www.pasteur-df.com.br ou entre em contato com o Atendimento ao Cliente no (61) 4004-9669.

.

*****

 

Gabriel Valério
Imagem Corporativa
www.imagemcorporativa.com.br
www.twitter.com/icdigital
São Paulo / Rio de Janeiro / Brasília
Tel: (55 61) 8145-6840 / 3039-8101




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.