Como interpretar exames infantis?

Tema será discutido em jantar científico promovido pelo Laboratório Exame. Objetivo é melhorar a qualidade dos diagnósticos em crianças e adolescentes.

 

Os exames são um poderoso instrumento de auxílio ao médico no diagnóstico de doenças. “Cerca de 60% a 70% das decisões médicas são tomadas a partir da intepretação dos exames”, ressalta a Dra. Natasha Slhessarenko. Mas, segundo ela, há uma grande diferença quando o paciente é uma criança, tanto na realização do procedimento quanto na interpretação dos dados. “As crianças não podem ser analisadas como adultos em miniatura”.

Esse será o principal tópico discutido em jantar científico promovido pelo Laboratório Exame para os pediatras de Brasília. O evento acontecerá no dia 6 de junho, a partir das 19h30, no restaurante Pampulha Gastronomia. Dra. Natasha tratará do tema “Intervalos de Referência: a pediatria e o laboratório clínico”. De acordo com a pesquisadora, no Brasil, muitas vezes os laudos de exames laboratoriais realizados em crianças são avaliados com base em intervalos de referência de adultos, o que pode gerar uma grande confusão.

.

Intervalos

Depois que o paciente coleta o sangue no laboratório, o material é analisado, na maioria das vezes, por equipamentos automatizados. Após isso, é liberado um laudo que servirá de base para o diagnóstico do médico. Esse laudo contém os resultados dos exames do paciente e uma tabela de números pré-definidos, considerados “normais”. São os intervalos de referência, que precisam estar adequados não só ao sexo, mas também à idade do paciente.

Dra. Natasha destaca que ainda não há um padrão mundial, para todos os exames, de intervalo para crianças e adolescentes, mas estudos estão sendo conduzidos ao redor do mundo para a criação de valores mais adequados a essa faixa etária. “Parece algo muito distante da realidade da população, mas com a definição de valores de referência mais apropriados é possível se ter uma interpretação de exames mais correta e, consequentemente, um melhor diagnóstico”, observa.

Diante dessa escassez, iniciativas estão ganhando força ao redor do mundo. Nos Estados Unidos, o National Children´s Study, um grande estudo envolvendo o acompanhamento de 100 mil crianças desde antes do nascimento até 21 anos de idade, tem como um de seus muitos objetivos definir valores de referên­cia para crianças e adolescentes americanos. Já na Alemanha, uma parceria do governo alemão com o Instituto Robert Kosch resultou no acompanhamento de mais de 17 mil crianças e adolescentes, também com a meta de definir alguns parâmetros laboratoriais pediátricos. “No Brasil não há muitos estudos sobre o assunto, o que é muito ruim, pois usamos, hoje, valores de referência de crianças norte-americanas, europeias e canadenses”, explica. A médica ressalta que desta forma não há como garantir a qualidade do diagnóstico infantil. “É por isso que estamos estudando a fundo esta questão. Mas, para a realidade de hoje, é melhor ter padrões internacionais do que não ter nada para ser basear”, conclui Dra. Natasha.

 

Serviço

Intervalos de Referência: a pediatria e o laboratório clínico

06/05 (quinta-feira)
19h30
Restaurante Pampulha, Brasília

Inscrições: Canal do Médico – 3212.2210

.

Palestrante:

Natasha Slhessarenko – Mestre em Medicina pela USP; Doutoranda pela USP; Médica Pediatra e Patologista Clínica; Professora Assistente III do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); Diretora Médica da DASA – Regional Cuiabá.

 

 

Sobre o Exame Laboratório e Imagem

O Exame nasceu há 38 anos em Brasília e atualmente possui mais de 300 colaboradores e 33  unidades de atendimento no Distrito Federal e Entorno. Considerado pioneiro no segmento de exames por análises clínicas, o laboratório disponibiliza a seus clientes serviços e soluções inovadoras, oferecendo qualidade, confiança, credibilidade, conveniência e tecnologia de ponta, comprovada pelo Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC), o ISO 9001 e a Proficiência em Ensaios Laboratoriais (PELM). Além disso, por meio do programa Exame Melhor Idade, o laboratório oferece aos idosos medicina diagnóstica com qualidade e preços diferenciados. Pensando nas crianças, o Exame possui um espaço preparado especialmente para atendê-las. A marca conta, ainda, com o serviço de vacinas e uma unidade 24 horas, localizada na 716 Sul, que disponibiliza mais de três mil exames de análises clínicas e anatomia patológica.

Para mais informações acesse o site www.laboratorioexame.com.br ou entre em contato com o Atendimento ao Cliente no (61) 4004-3883.

.

*****

.

Gabriel Valério
Imagem Corporativa
www.imagemcorporativa.com.br
www.twitter.com/icdigital
São Paulo / Rio de Janeiro / Brasília
Tel: (55 61) 8145-6840 / 3039-8393

                  




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.