Cigarro mata 5 milhões de pessoas por ano

O Ministério da Saúde alerta que se o consumo de tabaco não diminuir, esse número aumentará para 10 milhões de mortes anuais por volta de 2030

.

Nesta sexta-feira (31) será comemorado o Dia Mundial Sem Tabaco. A data serve de alerta para as estatísticas alarmantes do tabagismo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), diariamente, 100 mil crianças tornam-se fumantes em todo o mundo. Além disso, o Ministério da Saúde calcula que, aproximadamente, cinco milhões de pessoas morrem, por ano, em decorrência de doenças ligadas ao tabagismo. Se o consumo de produtos como cigarros, charutos e cachimbos não diminuir, esse número aumentará para 10 milhões de mortes anuais por volta do ano 2030.

A OMS estima que 1,2 bilhão da população mundial adulta seja fumante. No Brasil, a pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), realizada pelo Ministério da Saúde, indica que 14,8% da população são fumantes, sendo que 18% são homens e 12% mulheres. No Distrito Federal, 14% de pessoas maiores de 18 anos fazem uso de cigarro.

A Dra. Marly Uellendahl considera o tabaco o principal fator de risco, evitável, para as doenças cardiovasculares. “O fumo aumenta consideravelmente a chance de se ter um infarto do miocárdio, além de provocar inúmeras outras doenças, como o câncer”, explica a médica.

Os fumantes passivos não estão de fora das estatísticas alarmantes do tabagismo. Segundo a Vigitel, 11,8% dos brasileiros fumam passivamente no domicílio e 12,2% no trabalho. “Eles têm contato direto com 30 substâncias cancerígenas presentes na fumaça do cigarro. Além disso, o risco de um fumante passivo desenvolver um infarto do miocárdio é 25% maior do que a população não fumante e 30% maior de ter câncer de pulmão, entre outras doenças”, destaca a Dra. Marly.

Ela acrescenta que os programas de educação sobre os riscos do tabagismo e as medidas restritivas como a Lei Antifumo, aprovada em 2010, pode contribuir na redução do consumo de tabaco e evitar, também, os efeitos do fumo passivo.

Para isso, a cardiologista acredita que alguns mitos sobre o cigarro devem ser debatidos. “Na verdade, não há diferenças nos riscos à saúde entre as diferentes marcas de cigarro, nem entre os supostos cigarros com alto e baixo teor de nicotina, ou seja, não existem níveis seguros para o consumo de alcatrão, monóxido de carbono e nicotina”, esclarece.

.

Saiba mais

* A fumaça do cigarro possui 4.720 substâncias químicas nocivas e pelo menos 60 delas são reconhecidamente cancerígenas, além de irritantes e tóxicas ao pulmão;
* Crianças que convivem com fumantes têm incidência maior de doenças alérgicas e respiratórias, como a asma, pneumonia, sinusite e alergia;
* Fumar causa doença vascular que pode levar à amputação de dedos e pernas;
* Ao fumar você inala arsênico e naftalina, também usados como veneno de ratos e baratas;
* Fumar causa câncer de laringe, câncer de pulmão, câncer de boca, entre outros;
* Em gestantes, o ato de fumar pode resultar em partos prematuros, aborto espontâneo e o nascimento de crianças com anomalias e de baixo peso;
* O uso de tabaco obstrui as artérias, dificulta a circulação do sangue, leva ao enfisema pulmonar, à perda dos dentes e causa morte por doenças do coração.

 

Fonte

Marly Uellendahl – Médica cardiologista do laboratório Pasteur.

 

 

.

Sobre o Pasteur Medicina Diagnóstica

O Pasteur nasceu há 38 anos em Brasília e atualmente possui 31 unidades de atendimento no Distrito Federal e Entorno. Considerado referência no segmento de medicina diagnóstica, o laboratório disponibiliza aos clientes serviços com qualidade e credibilidade. E, para quem não tem plano de saúde, o programa Pasteur Popular oferece exames com preços acessíveis para toda a família. A marca conta, ainda, com o projeto Pasteur Melhor Idade, que oferece atendimento diferenciado para idosos e uma série de vantagens, como descontos especiais no valor dos exames de análises clínicas, anatomia patológica e imagem. Com o objetivo de buscar continuamente mais conforto aos pacientes, o laboratório desenvolveu o conceito de atendimento integrado na Mega Unidade Taguatinga Norte, que oferece mais de três mil tipos de exames de análises clínicas, anatomia patológica e diagnóstico por imagem no mesmo local.

Para mais informações acesse o site www.pasteur-df.com.br ou entre em contato com o Atendimento ao Cliente no (61) 4004-9669.

.

*****

.

Gabriel Valério
Imagem Corporativa
www.imagemcorporativa.com.br
www.twitter.com/icdigital
São Paulo / Rio de Janeiro / Brasília
Tel: (55 61) 8145-6840 / 3039-8393

 

                   

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.