Tratamentos contra o Câncer: A ONCOTHERMIA é Mito ou Verdade?

Em 2012 chegou ao Brasil o método de enfrentamento do Câncer chamado Onconthermia – uma terapia complementar no tratamento do câncer nódulo sólido. Este tratamento é ainda desconhecido da maioria dos oncologistas, que mormente usam quimio, rádio ou a cirurgia como recursos primeiros. E, inevitavelmente surge a pergunta na cabeça dos possíveis pacientes: Oncothermia é mito ou verdade? Já tem aqui no Brasil? Onde?

Sabe-se que o câncer se desenvolve quando as células deixam de seguir o ciclo de amadurecimento, sofrendo degeneração em um ou mais genes de uma única célula. Entre os fatores que influenciam o surgimento do câncer temos os hábitos nocivos como tabagismo, alcoolismo, contatos com carcinógenos ambientais, alimentação inadequada contaminada com algum tipo de produto tóxicos, corantes, conservantes, acidulantes, adoçantes, etc. Todos nós estamos expostos a vários destes fatores, e acredita-se que o estilo de vida predominante atualmente está aumentando as chances de se desenvolver esta doença e, as estatísticas aumentam a cada ano.

O diagnóstico e o tratamento dos diferentes tipos de câncer alcançaram expressivos avanços desde os anos 90. Existem modernos métodos com imagem, análises bioquímicas e a biologia molecular que permitem diagnósticos apurados, acompanhamento adequado e avaliação do prognóstico dos pacientes. Sabe-se que o diagnóstico precoce aliado aos métodos terapêuticos aumentam os índices de sobrevida progressivamente.

O desenvolvimento dos métodos de enfrentamento do câncer continuam, e dentre os avanços tecnológicos até o momento se destaca a Oncothermia, um método terapêutico que se estabeleceu em 1.989, precedido de longos anos de pesquisa na Alemanha e Hungria. Este método é muito usado no Japão, China, oriente médio e Europa do leste. Em 2012 este método foi trazido para o Brasil.

Esta abordagem considera que todas os métodos de enfrentamento do câncer se complementam. Dentre elas as consideradas oficiais aqui no Brasil são a Radioterapia, a Quimioterapia, e a cirurgia. Sendo assim, parte-se do princípio que as terapias se ajudam e uma pode ser mais adequada para um tipo de tumor, ou outro. Uma terapia pode não obter resposta positiva, e a outra consegue a redução do tumor e melhora do paciente. Portanto, a associação ou mudança de métodos é desejável na luta contra o câncer.

É comum o paciente recorrer aos tratamentos com químio, radioterapia e até cirurgia, e mesmo assim o problema persistir e espalhar-se em metástases pelo corpo. Nestes casos, sem conseguir resultados positivos, transfere-se o foco do tratamento para o combate à dor, enquanto se espera o fim. A Oncothermia chega como uma esperança para pacientes que esgotaram as possibilidades com os tratamentos tradicionais.

.

Explicando um pouco melhor

Oncothermia tem sua base na Física. Ela resulta da combinação da radiofrequência + luz ultravioleta + calor. Sua ação é direta nas células tumorais, coagulando seu núcleo, e preservando as células sadias. Ela tem um alcance não possível com as outras terapias. Portanto, um câncer resistente às terapias convencionais pode ceder com os protocolos de Oncothermia – isto no mínimo abre excelentes possibilidades para os pacientes com doenças neoplásicas.

Segundo o Dr. Francisco Humberto, “Os benefícios trazidos pela Oncothermia são reais e muito expressivos, e já restauraram a saúde de muitos dos meus pacientes que estavam desenganados. Logo nas primeiras sessões sessam-se as dores, e depois observa-se a redução, e com muita frequência o desaparecimento do tumor e das metástases. O tratamento com Oncothermia pode ainda gerar a calcificação/necrose, ou seja, não é mais câncer – um excelente resultado! É a melhor alternativa para os casos inoperáveis e para aqueles em que a químio e a radio não conseguiram resultados satisfatórios.”

A Oncothermia é um tratamento complementar na luta contra o câncer que possibilita uma nova esperança para os pacientes oncológicos.

.

Informações sobre ONCOTHERMIA, visite o site www.institutomedicinabiologica.com.br

 

Fonte

Francisco Humberto de Freitas Azevedo – Médico, Geriatra, Nutrólogo, RT do Instituto de Medicina Biológica, em Brasília. (CRM–DF14.747)

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.