Dia Mundial da Incontinência Urinária – desconhecimento e mitos prejudicam tratamento da condição

Estima-se que mais de 10 milhões de brasileiros apresentam o sintoma, mas muitos não procuram ajuda médica por acreditarem que o problema é normal, sem fácil solução

.

No dia 14 de março, é lembrado no mundo inteiro o Dia da Incontinência Urinária, condição caracterizada pela perda involuntária da urina e que compromete a qualidade de vida das pessoas afetadas, podendo levar à reclusão social e muitas vezes à depressão, como indicam estudos sobre o tema. Apesar de bastante frequente, estima-se que 10 milhões de brasileiros apresentem o problema, a incontinência urinária ainda é cercada de mitos e desconhecimentos, o que prejudica o diagnóstico e o tratamento da condição.

Ao contrário da crença popular, a incontinência urinária não é uma consequência normal da idade, apesar do envelhecimento trazer alterações estruturais na bexiga e no trato urinário que podem favorecer o aparecimento da condição. “A população em geral acredita que incontinência urinária é doença de idoso e que isso faz parte, naturalmente, do envelhecimento. É um conceito errado. Deve ser esclarecido que incontinência urinária não é normal em nenhuma idade e que o tratamento deve ser adequadamente conduzido. Ela também pode ocorrer em indivíduos mais jovens”, explica o Dr. Carlos Sacomani. De acordo com o especialista, a incontinência urinária de esforço (I.U.E) é a mais frequente e atinge exclusivamente mulheres, de qualquer idade, devido à anatomia do corpo e questões ligadas ao sexo feminino, como gravidez e queda de hormônios após a menopausa. Nos homens, a incontinência urinária está fortemente ligada a manipulações cirúrgicas, principalmente após operação de câncer de próstata.

.

Sem fraldas

Outra questão é o paciente acreditar que não há tratamento ou ter medo e vergonha de procurar ajuda, recorrendo a fraldas e absorventes sem antes falar com um médico. De acordo com o urologista, a intervenção cirúrgica tem baixo risco e é indicada em caso de incontinência urinária de esforço ou em homens que perderam o controle da urina após operação de próstata. “É comum as pessoas terem medo de serem submetidas a cirurgia, contudo, quando corretamente indicada, pode de fato resolver o problema do paciente”, afirma. Sacomani explica que, apesar de existirem casos mais complexos, o procedimento demanda, em média, uma hora e tem rápida recuperação.

“Hoje compreendemos mais as causas da incontinência urinária e dessa forma podemos atuar melhor. Os “slings” sintéticos, que são fitas colocadas para sustentar a uretra e aumentar a efetividade do esfíncter uretral, foram incorporados à prática clínica em 1998. São bastante efetivos em mulheres com Incontinência Urinária de Esforço”, explica. Nos homens, os slings também são usados para tratar incontinência urinária e, em casos mais graves, quando o esfíncter para de funcionar, outro tratamento bastante eficaz é o esfíncter artificial, que passa a ser o responsável pelo controle da urina. “O esfíncter artificial é um recurso muito usado nesses casos há pelo menos 20 anos”, explica.

.

Mitos e Verdades

* A incontinência urinária é exclusiva de idosos: mito
* A incontinência urinária não é frequente: mito
* A incontinência urinária é mais comum nas mulheres: verdade
* A incontinência urinária pode causar depressão: verdade
* A incontinência urinária não tem tratamento: mito
* O procedimento para tratamento de incontinência urinária é complicado: mito
* O tratamento cura a incontinência urinária: verdade

.

Tratamento para a Incontinência Urinária

* Homens

Após retirada de próstata
– “Slings” uretrais
– Cirurgia para implantação de esfíncter artificial

* Mulheres

Incontinência Urinária de Esforço
– “Slings” uretrais
Bexiga Hiperativa
– Toxina Botulínica
– Neuromodulador sacral
– Medicamentos
– Fisioterapia Pélvica

.

Fonte

Carlos Sacomani – Médico urologista, Doutor em Urologia pela Universidade de São Paulo e responsável pelo Ambulatório de Disfunções Miccionais do Hospital A.C. Camargo, em São Paulo.

.

*****

.

Mariana Hinkel
NoAr RP
Cel: 11 97263-7960 | Tel: 11 3170 3094
Av. Paulista, 1765, cj.71 e72 CEP: 01311-200 São Paulo SP
www.noarrp.com.br
Siga a NoAr! facebook.com/noarrp

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.