Alimentação adequada ameniza os sintomas da gastrite

A gastrite é uma inflamação da mucosa do estômago e seus sintomas mais comuns são: dor, queimação e sensação de peso no abdômen, em casos mais graves sangramento digestivo pode ocorrer. “A ingestão de certos alimentos piora os sintomas de quem tem gastrite e, por isso, adotar uma dieta específica ou trocar certos alimentos por outros, ajuda a aliviar os incômodos sintomas, além de aumentar e melhorar a qualidade de vida”, explica o médico Sérgio Barrichello.

Para ele, antes de adotar qualquer dieta, o paciente deve conversar com o sue médico e avaliar a real situação do problema. “É importante ressaltar que nem sempre as dietas dispensam medicamentos”. No entanto, o especialista elaborou uma listinha de alimentos que devem compor o cardápio de quem quer se ver livre de dores e queimações estomacais.

* Priorize hortaliças como couve, alface, hortelã, além dos chás como o de capim santo e camomila. Consuma vegetais e frutas cruas e beba bastante água nos intervalos das refeições.

• Aposte nas ervas e temperos naturais como coentro, sálvia, salsa, tomilho, manjericão, cominho e hortelã para dar mais sabor aos alimentos.

• Alimente-se com tranquilidade. Converse pouco durante a refeição, mastigando cerca de 25 vezes o alimento e evite ingerir líquido durante este processo.

Evite permanecer longo período de estômago vazio, procure fracionar ingerindo algo a cada três horas.

Beba leite de forma moderada, até mesmo o desnatado. O leite é alcalino e o pH do estômago, ácido. Quanto mais substâncias alcalinas forem ingeridas, mais ácido o estômago irá produzir podendo ocasionar sintomas indesejados.

Substitua a laranja pera por laranja lima, pois a lima  é  menos ácida.

• Se for tomar café, prefira o descafeinado, pois a cafeína estimula a produção de ácido pelo estômago.

• Se quiser comer fritura, prepare em frigideira de teflon, sem óleo. E se puder, opte pelas versões grelhadas.
          

O que precisa ser evitado

Ainda, segundo o Dr. Barrichello, alguns hábitos e alimentos devem ser evitados para evitar a progressão do problema. Portanto, risque do seu dia a dia:

Alimentos irritativos para a mucosa gástrica. Na lista estão: caféálcool, temperos fortes (alho, cebola, molho shoyu, pimenta, catchup e mostarda), leite de vaca e derivados, refrigerante, fritura, gordura, molho de tomate, frutas e sucos ácidos e alimentos de difícil digestão como pimentão e berinjela.

Fumar – o fumo pode piorar ainda mais os sintomas da gastrite, pois aumenta a produção de ácido no estômago.

Ingerir grande quantidade de alimento antes de se deitar. Por isso, crie o hábito de jantar mais cedo e aguarde duas horas para dormir.

Goma de mascar, pois ao mastigar, o estômago produz um ácido, pois entende que irá entrar alimento. E neste caso, o alimento não será deglutido.
                  

Fonte

Sérgio Barrichello (CRM-111.301) – Médico endoscopista do HC-FMUSP, da Clínica Healthme gerenciamento de perda de peso.
          

*****

Sacha Silveira Assessoria de Comunicação
MTB – 51.948-SP
Tel –  (11) 2592-5934/2679-4437/8949-3747
Endereço – Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 1239
Site – http://www.sachasilveira.com.br
E-mail – sachasilveira@sachasilveira.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.