A sua aparência pode dizer como anda a saúde

Cabelos quebradiços, unhas onduladas, lábios rachados e olhos amarelos são sinais de alerta que o corpo emite para avisar que sua saúde não está 100%. Ficar atenta às diversas mudanças do próprio corpo pode ser a melhor maneira de prevenir e tratar algumas doenças. Lábios secos ou rachados, por exemplo, podem indicar alergia ou infecção, e em alguns casos, corresponde à síndrome de Sjogren, um distúrbio do sistema imunológico.

De acordo com a dra Vanessa Penteado, a queda de cabelo e as unhas fracas sugerem um desequilíbrio na dosagem hormonal. “Estresse, cansaço, ansiedade e perda de cabelo frequente podem apontar para algum distúrbio na tireoide. O hipotireoidismo, por exemplo, pode manter a pele seca e fria”, explica a médica.
  

Fique de olho – sua pele pode pedir socorro

As manchas escuras na pele causadas pela exposição prolongada ao sol são um alerta para o câncer de pele. No entanto, este problema pode ocultar outras doenças associadas ao Diabetes e à obesidade.  “A mancha mais escura, espessa e aveludada, ao longo das dobras do corpo, é sinal de Acanthosis Nigricans, causada pela hiperinsulinemia (consequência da resistência à insulina)”.

Já a identificação de olhos e pele amarelados, além de alterações na urina, mostra que as substâncias presentes no sangue estão em desequilíbrio. “Essa tonalidade normalmente é provocada por hepatite, cálcio biliar, câncer de pâncreas ou de fígado. Por isso, não ignore o problema e ao notar qualquer aspecto diferente em torno dos olhos ou das unhas, procure um médico”, alerta dra. Vanessa.

Outra questão que merece atenção refere-se ao surgimento de acne em pele oleosa na fase adulta, pois isso pode denunciar a Síndrome dos ovários policísticos. Neste caso, converse com o seu ginecologista.
    

Para facilitar, a dra Vanessa Penteado enumerou oito sinais que podem indicar que a sua saúde não vai bem. Confira cada um deles:
    

1. Ondulações nas unhas

Unhas deformadas, descoloridas e onduladas apontam problemas de saúde. “Modificações nas unhas podem indicar psoríase (doença inflamatória da pele, crônica, não contagiosa) ou artrite psoríaca. A psoríase forma sulcos nas unhas, causando espessamento ou alterando sua coloração.” Deficiência de vitaminas também pode refletir em uma unha mais amarelada, por isso, se notar alguma alteração na cor, converse com um especialista.
   

2. Olheiras

Sua causa pode estar associada a algum problema de saúde. “A fragilidade dos vasos sanguíneos na região dos olhos ocasionam o escurecimento no local. E podem indicar alergia ao glúten, doenças vasculares e inflamatórias”, diz a dermatologista.
    

3. Pés rachados

Excesso de peso, desidratação e o uso de calçados muito apertados deixam os pés rachados. Já os inchaços, lesões, infecções podem ser resultados de retenção de líquidos nos membros inferiores. “Em pés rachados a melhor prevenção é usar cremes hidratantes, envolvendo-o em um plástico para melhorar a absorção”.
    

4. Queda de cabelo

Alterações hormonais, gravidez, medicamentos e estresse podem provocar a perda de alguns fios. Nas mulheres, pode ser um alerta para alguma alteração na tireoide. O diagnóstico é feito, por meio de exames, que irão avaliar os níveis dos hormônios e identificar a doença.
    

5. Pintas

Quem tem muitas pintas espalhadas pelo corpo deve prestar atenção no crescimento, se há variação na cor, no tamanho e se elas estão evoluindo. “Algumas podem se modificar e tornar um melanoma, considerado um tipo de câncer de pele. E dependendo do estágio pode ser letal”, alerta a médica.
     

6. Manchas brancas

Algumas podem indicar micose, que deve ser tratada. Mas, as manchas brancas também podem ser uma doença chamada Pitiríase Versicolor, uma infecção superficial da pele provocada pelos fungos Pityrosporum orbiculare e Pityrosporum ovale.
      

7. Rubor facial

Vermelhidão facial persistente acompanhada de acne ou lesões são sinais de rosácea, uma doença de pele crônica. Ela é mais frequente em adultos com idade entre 40 e 50 anos. No seu primeiro estágio, deixa a face vermelha e, se não for tratada, pode evoluir e causar complicações.
      

8. Aumento de peso

O ganho do peso pode estar relacionado com algumas doenças como hipotireoidismo, disfunções hormonais, insulinoma (excesso de insulina no organismo) ou transtornos emocionais. Para tratar, é necessário consultar um médico que irá pedir exames de rotina e identificar o problema. A reeducação alimentar e a prática de exercícios físicos podem auxiliar no tratamento.
    

Fonte

Vanessa Penteado (CRM- SP- 95309) – Médica dermatologista da Clínica Pantheon de Campinas.
    

*****
    

Sacha Silveira Assessoria de Comunicação
MTB – 51.948-SP
Tel –  (11) 2592-5934/2679-4437/8949-3747
Endereço – Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 1239
Site – http://www.sachasilveira.com.br
E-mail – sachasilveira@sachasilveira.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.