Digestão – os alimentos que ajudam e atrapalham

Você terminou de se alimentar e começa a sentir aquela sensação de queimação estomacal, acompanhada de mal estar e ânsia de vômito só de lembrar os alimentos que você consumiu. Os vilões que causam este desconforto são os alimentos gordurosos e a alimentação inadequada. O cigarro, as bebidas alcoólicas, os medicamentos que irritam o estômago e o péssimo hábito de comer depressa podem atrapalhar a digestão.

Segundo a dra. Liliane Oppermann, a má digestão pode fazer com que a absorção de nutrientes fique prejudicada. “A quantidade de líquido ingerida durante as refeições, os alimentos consumidos e as doenças associadas ao aparelho digestivo são as principais causas da má digestão”.

Além disso, os incômodos da indigestão podem variar. Geralmente, quem consome uma quantidade exagerada sente um desconforto após a refeição. Já quem sofre de algum distúrbio no estômago leva um tempo maior para sentir este mal-estar. “Os sintomas são bem diferentes e podem desaparecer com a mudança dos hábitos alimentares ou após tomar antiácidos. Mas, se permanecem por mais de uma semana e são seguidos de dores abdominais ou fezes escuras, é importante procurar um médico para avaliar a gravidade do problema”, destaca a médica.
     

Vilões do estômago

Alimentos que atrapalham o bom funcionamento do aparelho digestivo. Identifique-os para evitar este cardápio em suas refeições:

* Fritura, carnes vermelhas e ovos – Alimentos gordurosos retardam o esvaziamento do estômago e comprometem o processo digestivo. ”Consumir frituras e alimentos gordurosos em exagero sobrecarrega o estômago e causa azia e refluxo ácido”, alerta a médica.

* Frutas cítricas – Manga, laranja, abacaxi, tangerina, morango – em excesso – podem desencadear dor em que sofre de gastrite ou úlcera. “As frutas cítricas são uma das maiores causadoras de dores estomacais. Quem tem gastrite ou úlcera deve optar por frutas alcalinas como banana, uva-passa ou melão. O limão também pode ser um forte aliado para amenizar a dor e ajudar a digerir os alimentos pesados”, ressalta a nutróloga.

* Tomate – Seu consumo inadequado pode causar azia e má digestão. O ideal é consumi-los três vezes por semana. E quando for ingerir, opte por acompanha-lo com um azeite extra virgem. Evite consumi-lo sozinho.

* Leite e seus derivados – As pessoas que apresentam intolerância à lactose têm dificuldade em ingerir alimentos derivados do leite. E muitas vezes, podem apresentar náusea, vômito ou diarreia. “É aconselhável trocar o leite por bebidas vegetais de digestão como quinoa, aveia, soja ou leite de arroz”, recomenda a médica.

* Pimenta – Ela diminui a pressão do músculo na parte inferior do esôfago, fazendo com que o ácido volte para o canal e cause refluxo gastroesofágico. Algumas pessoas podem sentir azia, dor e queimação no centro do tórax.

* Café – A cafeína estimula a acidez estomacal. O consumo exagerado de café impede a passagem dos alimentos do estômago para o esôfago. Além disso, a bebida pode facilitar a volta da comida para a garganta, provocando sensação de queimação e ânsia.

* Refrigerante – Ao se ingerido durante as refeições, modifica o ph local que compromete a atividade enzimática. Esse processo dificulta a absorção de vitaminas e minerais, contribuindo para a má digestão de proteínas.
    

Alimentos do bem

Em contrapartida existem alimentos com propriedades digestivas, que facilitam o processo digestivo evitando a sensação de queimação e azia. A seguir, a nutróloga enumera o que deve compor sua refeição:

* Banana – Terminou de comer? Opte por uma banana como sobremesa. A fruta é composta por um amido que contribui para o funcionamento do intestino. Além disso, a banana madura ajuda a reverter os quadros de diarreia.

* Mamão – Consumir um quarto de mamão papaya, após uma refeição rica em proteínas, como o churrasco, ajuda na digestão.

* Gengibre – Ele ajuda na secreção gástrica auxiliando na digestão e nos quadros de gastrite. Melhora a sensação de queimação, dor e náusea. O gengibre deve ser consumido por meio de chás, sopas, saladas ou sucos.

* Couve – Ela contém substâncias que auxiliam na desintoxicação do aparelho digestivo e aliviam os sintomas da indigestão. A verdura pode ser consumida crua.

* Azeite – Ele impede a formação de ácido gástrico, melhora a digestão e previne a azia. O azeite pode ser consumido em salada ou como tempero.

* Chá de hortelã, alecrim, erva cidreira e camomila – São digestivos, pois ajudam a digerir os alimentos diminuindo a sensação de barriga estufada. “É recomendado beber o chá 30 e 40 minutos após a refeição”, diz a dra. Liliane.

Fonte

Liliane Oppermann – Médica Nutróloga – (CRM- 123314)
 

 *****

Sacha Silveira Assessoria de Comunicação
MTB – 51.948-SP
Tel –  (11) 2592-5934/2679-4437/8949-3747
Endereço – Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 1239
Site – http://www.sachasilveira.com.br
E-mail – sachasilveira@sachasilveira.com.br

 

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.