Massa Corporal da gestante diminui os índices de má formação do bebê

Dr. Roberto Muller alerta às futuras mamães sobre o índice de Massa Corporal ideal para garantir a saúde e bem estar do neném
         

O Índice de Massa Corporal (IMC) foi criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para auxiliar no controle e prevenção de algumas patologias como a hipertensão arterial, doença arterial coronariana e diabetes, além de contribuir significativamente para reduzir os riscos má formação fetal.  Esta avaliação é realizada através da análise da altura e massa corporal de cada indivíduo.

No caso da gestação, é importante que as mulheres iniciem este período com um peso saudável, visando à manutenção e promoção da saúde da gestante e do bebê, garantindo o bom desenvolvimento do feto e prevenindo possíveis complicações durante o pré e pós-parto.

“Se no início da gravidez, a faixa de Índice de Massa Corporal (IMC) estiver entre 19,8 a 26 kg/m², significa que ela está dentro do peso normal. Portanto, ela terá a margem de 11,5 a 16 kg para o ganho de peso total na gestação. Porém, se a faixa do IMC se encontra abaixo de 19,8 kg/m² indica baixo peso, e neste caso, a mulher terá que ganhar massa equivalente a 12,5 a 18 kg”, revela Dr. Roberto Muller.

Dr. Roberto Muller ressalta também sobre os cuidados com relação ao sobrepeso na fase gestacional. “Se a margem de IMC da gestação estiver entre 26 a 29 kg/m², já é considerado sobrepeso, ou seja, trata-se de um caso de obesidade, e isso indica que a gestante precisa se limitar ao ganho de massa corporal, devendo ganhar durante os nove meses, 6 ou 7 kg , e em situações como essa é necessário ter o acompanhamento de um profissional especializado para cuidar do estado nutricional da futura mamãe”.

Engravidar com baixo ou excesso de peso tem sempre consequências tanto à mãe, quanto ao bebê e, por isso, é fundamental manter a massa corporal dentro dos valores normais. Desta forma, optar pela adoção de hábitos alimentares saudáveis para obter resultados favoráveis para a vida inteira, é fundamental.
           

Fonte

Roberto Muller – Com 31 anos de dedicação na carreira na área da saúde, o médico possui especialização em pediatria e genética médica pela Escola Paulista de Medicina, com atuação ativa em pesquisas e estudos sobre a prevenção de más formações fetais e doenças congênitas, tornando-o referência abordar o assunto. O especialista possui também, mestrado pela Universidade Federal de São Paulo – Unifesp, possui ampla expertise em biologia molecular avançada para cuidar de casos de doenças genéticas frequentes, além das que causam a deficiência mental; diagnóstico de crianças malformadas; avaliação das causas genéticas e aloimunização para casos específicos de infertilidade; e aconselhamento genético aos casais de alto risco.  O médico utiliza ainda um tratamento diferenciado para os casais que sonham ter filhos, mas que correm o risco de gerar crianças com possíveis alterações genéticas.
 
Endereço: Rua Peixoto Gomide, 515 – Cerqueira Cesar – São Paulo/SP.
Atendimento: Quinta e sexta das 15h30 às 18h
Telefone: (11) 3288-4139
             

*****

Luana Valente
MKT House
luana@mkthouse.com




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.