Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono – Congresso discute cirurgia para tratamento de apneia

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) que atinge 4% da população mundial, e entre os idosos pode chegar a 25%, tem tratamento definitivo e traz mais qualidade de vida para quem tem o problema. A cirurgia ortognática, que corrige a posição dos maxilares, pode ser a solução. O tema será amplamente debatido durante o VIII ENNEC – Encontro Norte e Nordeste de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, que começa na próxima quinta, dia 15, e vai até o sábado, dia 17, em Belém do Pará.

O suíço Phillip Jurgens do Hospital Universitário de Basel e o presidente da Sociedade Chilena de Cirurgiões Oral e Maxilo-Facial, Júlio Cifuentes, são convidados internacionais do evento e ministrarão o Curso Inovações em Cirurgia Ortognática. Segundo dados do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, o sucesso deste tipo de procedimento para a SAOS pode chegar a 100%.

“Esse tipo de intervenção é feita por um cirurgião-dentista, que promove a movimentação das bases ósseas da mandíbula e da maxila, que interferem diretamente nas vias aéreas dos pacientes operados”, explica o presidente do VIII ENNEC, José Thiers Carneiro Junior. Com o movimento de avanço da maxila e da mandíbula, é possível ampliar as dimensões das vias aéreas dos pacientes, otimizando assim a respiração, principalmente durante o sono.

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é caracterizada quando se observa uma interrupção parcial (mais de 50% do volume respiratório) ou total (100%) da respiração durante o sono, por um período que varia de 10 segundos, podendo ir a até mais de um minuto. A SAOS provoca sonolência diurna, ronco, cansaço mesmo após uma noite de sono, sensação de boca seca, enxaqueca, diminuição da libido e sinais de depressão, além de desordens respiratórias e cardiovasculares. Estudos epidemiológicos indicam que a ocorrência dessa síndrome pode aumentar com a idade do paciente, podendo chegar a números que variam de 28% a 67% em homens com 60 anos e 20% a 54% em mulheres acima dos 60 anos.

Além deste tema, o VIII ENNEC vai discutir assuntos ligados a implantodontia, reconstruções mandibulares, disfunções da ATM – articulação temporomandibular, estética facial, traumas, entre outros.

O Encontro Norte e Nordeste de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial será no Belém Hilton Hotel.
           

Serviço

VIII ENNEC – Encontro Norte e Nordeste de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial

Organização: Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial
Data: 15 a 17 de novembro de 2012
Local: Belém Hilton Hotel
Endereço: Avenida Presidente Vargas 882, Belém, Pará
 
Informações e inscrições: www.ennec2012.com.br 
 

*****
         

Mais informações

DOC Press Comunicação
Anadi: Tel: (11) 5533-8781
Vanessa: Tel: (11) 5093-4710

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.