Outubro Rosa – alerta contra o câncer de mama

Prevenção e diagnóstico precoce também são importantes para o público masculino, que responde por um de cada 100 casos detectados da doença
       

O Hospital Sírio-Libanês (HSL) marca o seu engajamento na luta contra o câncer de mama, com a participação no movimento global Outubro Rosa. Ao longo de todo o mês, a Instituição promove uma série de atividades que têm o objetivo de despertar nas pessoas a importância do auto-exame e da realização da mamografia entre mulheres com idade acima dos 40 anos. Com o patrocínio da Telefonica/Vivo, no período de 15 a 21 de outubro, o Hospital também está iluminando de rosa as fachadas de sua sede, nas ruas Dona Adma Jafet e Coronel Nicolau dos Santos, no bairro da Bela Vista, em São Paulo, além dos totens da Unidade Itaim, também na capital paulista, e do Sírio-Libanês Brasília – Centro de Oncologia. As luzes funcionarão durante a semana em que é comemorado do Dia Internacional contra o Câncer de Mama (19 de outubro).

O símbolo desse período é um laço rosa, que destaca internacionalmente a solidariedade, comprometimento e mobilização pela prevenção da doença.  A programação tem o intuito de atingir diferentes públicos, a começar pelos profissionais e pacientes, além das pessoas que circulam pelo Hospital. As ações serão visíveis nas TVs internas da Instituição, no site e por meio da comunicação visual instalada nos postos de recepção e nos terminais de atendimento, além dos pins nos uniformes das equipes de recepção e hospitalidade.

“Quem divulga o laço cor-de-rosa está ajudando a conscientizar cada vez mais pessoas. A melhor forma de prevenção é divulgar, informar e fazer o auto- exame. O câncer de mama é altamente curável, desde que o diagnóstico seja feito precocemente. Quanto mais cedo se descobre, maiores as chances de cura”, explica o coordenador do Núcleo de Mastologia do Hospital Sírio-Libanês, Dr. Alfredo Barros.

A carga genética e o histórico familiar são as principais causas do câncer da doença, mas não são as únicas. Uma alimentação saudável, prática de atividade física e controle do peso corporal podem evitar até 28% dos casos. Atualmente, no Brasil, o câncer de mama é o principal responsável pela morte de pessoas do sexo feminino, correspondendo a 15% dos óbitos por câncer entre as mulheres.

No entanto, a cada 100 mulheres com a doença, um homem é acometido, geralmente por volta dos 50 ou 60 anos. Nesses casos, o auto-exame também é a melhor prevenção.
           

Humanização no atendimento

O Hospital Sírio-Libanês usa toda a sua expertise na prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama entre pacientes encaminhadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Por meio do Núcleo de Mastologia do Ambulatório de Filantropia, atende mulheres que são submetidas a cirurgia, inclusive com o uso de tecnologias de última geração, como a radioterapia intra-operatória e a reconstrução mamária.

No Ambulatório, são atendidos 22 casos por mês, ou aproximadamente 260 casos no ano, distribuídos entre pacientes que já têm a doença ou possuem potencial para desenvolvê-la. Essas mulheres são acompanhadas por até 10 anos pelos profissionais do HSL. Um diferencial é o atendimento multidisciplinar. Por meio dele, a paciente recebe os cuidados de um mastologista, um radioterapeuta e um oncologista, além dos médicos residentes de outras localidades do País ao longo do ano. “Médicos, enfermeiras, assistentes sociais, todos tratam as pacientes de forma humana e com muito carinho. Essa humanização ajuda, inclusive, no processo de cura, pois o sentir-se acolhida aumenta as defesas do organismo”, ressalta o Dr. Felipe Andrade, membro do Núcleo de Mastologia do HSL.

Após a cirurgia, as pacientes são convidadas pela assistente social do Núcleo Avançado de Mastologia para fazer parte do grupo Florescer, que é conduzido por uma equipe multiprofissional e dirigido pela coordenadora do Serviço de Voluntários do Hospital. Cada grupo de pacientes participa de quatro reuniões semanais e em cada reunião conta com a participação de, no mínimo, dois profissionais.

O Florescer, que tem o objetivo de oferecer apoio, orientação e informações sobre o câncer de mama e seu tratamento, conta com médico, enfermeira, assistente social, psicóloga, nutricionista, fisioterapia e voluntárias. Esses profissionais favorecem a integração para que os pacientes possam aprender a lidar melhor com a sua atual realidade. Um consultor de imagem voluntário ainda oferece orientação sobre maquiagem e cuidados com o corpo para melhorar a autoestima do grupo.
         

*****
                

Informações para Imprensa

Assessoria de Imprensa do Hospital Sírio-Libanês
WN&P Comunicação
Giuliana Benzi (giuliana.benzi@hsl.org.br )
Maristela Orlowski (maristela.orlowisk@hsl.org.br )
Tel: (11) 3155-1090 / 3155-1180
Plantão: (11) 99135-1217

A Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio-Libanês é uma Instituição Filantrópica Brasileira que desenvolve ações integradas de assistência social, de saúde, de ensino e de pesquisa.     
    
      

         

 

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.