Efeitos da quimioterapia sobre o coração

Os efeitos colaterais sobre o coração no tratamento do câncer com quimioterápicos se constituíram num dos temas importantes do 67º Congresso Brasileiro de Cardiologia, em Recife. O debate contou com a participação do diretor clínico do Incor de São Paulo, Roberto Kalil Filho, que é também diretor de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês.

Como editor da primeira Diretriz do mundo que analisou o aumento da insuficiência cardíaca e o aparecimento de doenças do coração nos pacientes de câncer tratados com alguns quimioterápicos, Dr. Kalil teve que responder a grande número de perguntas sobre essa nova fronteira do conhecimento, difundida a partir da publicação da Diretriz pela revista científica ‘Arquivos Brasileiros de Cardiologia’.

O presidente da SBC, Dr. Jadelson Andrade participou com Dr. Kalil e o diretor científico Dr. Luiz Alberto Mattos do ‘Simpósio Hospital da Bahia/Hospiral Sírio-Libanês’ sobre síndromes coronarianas agudas e novas fronteiras terapêuticas. Ele explica que até recentemente o oncologista que precisava tratar de um paciente de câncer preocupava-se apenas em escolher a droga mais eficaz.

Acontece que em alguns hospitais brasileiros que atendem a pacientes de câncer e também cardíacos, em Salvador e São Paulo simultaneamente, cardiologistas começaram a registrar que grande número de pacientes infartados e com insuficiência cardíaca que informavam terem passado recentemente por tratamento quimioterápico.

Dr. Jadelson relata que, depois de verificar que pacientes tratados com determinados quimioterápicos é que apresentavam problemas cardíacos, reuniu pesquisadores, entre eles o cardiologista Fernando Bacal e o oncologista Paulo Hoff e, tendo Dr. Roberto Kalil como editor, ao longo de oito meses foi preparada a primeira diretriz específica sobre o tema do mundo inteiro. “Mais uma vez a SBC foi pioneira”, lembra.

O documento, que hoje se difunde até pelos países mais desenvolvidos, recomenda que todo tratamento com quimioterápico deve ser precedido de uma avaliação cardiológica. E ainda que todo paciente que vai entrar em quimioterapia seja necessariamente avaliado em seus fatores de risco cardíaco, isto é, se é fumante, obeso, hipertenso e, se necessário, que seja acompanhado por um cardiologista. E finalmente que, iniciado o tratamento, seja feita uma avaliação para identificar precocemente qualquer efeito colateral sobre o coração.

O trabalho brasileiro foi tão importante, que um cardiologista do M. J. Anderson Hospital, instituição de excelência do Texas, para o tratamento do câncer,veio especialmente ao Brasil para conhecer a pesquisa brasileira. “A partir de então a escolha do quimioterápico deixou de privilegiar apenas a eficácia contra o câncer, mas passou a levar em conta a agressividade e a toxicidade para o coração”, diz Dr. Jadelson.

A conferência do Dr. Kalil sofre ‘Pesquisas em Cardioncologia: novas fronteiras’ lotou o auditório, onde não apenas cardiologistas experientes, mas também um grande número de acadêmicos de Medicina se reuniu para ouvir a apresentação. Dr. Kalil, que também falou sobre tomografia coronariana, insuficiência coronária e novos medicamentos, disse que considera vital o congresso anual da SBC como forma de difusão do conhecimento, numa das especialidades médicas que mais rapidamente evolui, como a Cardiologia.

“É a oportunidade principalmente para os novos cardiologistas para conhecer as novas pesquisas e as perspectivas da Cardiologia para o futuro. Da forma com o Congresso foi concebido, ele garante maior integração e ajuda na cadeia da informação, fornecendo ferramentas que influenciam diretamente o dia a dia do cardiologista no atendimento do paciente. A população é a principal beneficiária de toda a evolução cardiológica que o mundo está vivendo”.

Serviço

67º Congresso Brasileiro de Cardiologia

Local: Centro de Convenções de Pernambuco – Empetur
Endereço: Complexo Viário Vice-Governador Barreto Guimarães, s/nº – Salgadinho – Olinda – PE
Datas: 14 a 17 de setembro de 2012

Informações: http://congresso.cardiol.br/67/ 
     

*****
    

Mais informações para a imprensa
Luiz Roberto (11) 99191-3252
Maria de Fátima (11) 99886-8785
Sala de Imprensa no 67º Congresso: (81) 3427-4816 

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.