Descendo do salto

Uso excessivo de salto alto pode encurtar os músculos, tendões, afetar os joelhos e prejudicar as atividades físicas
        

Rx de membro inferior com uso de salto alto

Amado pelas mulheres e odiado pelos ortopedistas, o salto alto é queridinho e indispensável em festas e eventos casuais.  Eles podem ser de vários tamanhos, alturas, cores, modelos e deixam qualquer mulher mais elegante.  Mas, ter uma aparência mais sedutora, pernas bonitas e a postura mais alinhada tem seu preço, e quando o assunto é atividade física então, o mocinho se torna um dos maiores vilões.

Segundo o Dr. Alexandre Campello, os saltos muito altos alteram a biomecânica da passada durante a caminhada e força a flexão da planta do pé, o que prejudica a circulação e a musculatura dos tendões. “O uso excessivo do salto pode causar um encurtamento do tendão de Aquiles – ligamento que reveste o calcanhar – e da musculatura isquiotibial – que vai da coluna até o pé – e para a mulher que pratica atividades físicas, esses efeitos atingem diretamente no desempenho, já que são os músculos mais exigidos na corrida e caminhada, além de também aparecer joanetes, dedos em garras e incidência maior de entorses no tornozelo”, explica o médico.

 

Postura inadequada

Mulheres que praticam constantemente atividades físicas de impacto, como corridas, tem os tendões, ligamentos e ossos muito mais resistentes à possíveis lesões. “Uma corredora que cuida da preparação física e mantém uma rotina de alongamentos tem vantagem sobre as sedentárias, já que alongamento é o tipo de exercício mais indicado para evitar crises de dor e relaxar a musculatura” explica Dr. Campello, que também alerta que apesar da boa preparação e musculatura, os joelhos ainda são os principais alvos de quem usa constantemente o salto. “O calcanhar, elevado pelo salto, automaticamente faz com que a mulher ande com os joelhos mais dobrados. Essa mudança faz com que haja uma sobrecarga na região logo abaixo da patela – proteção da parte anterior do joelho – podendo causar rachadura na cartilagem ou até mesmo tendinite patelar – inflamação dos tendões.”

A maioria das mulheres afirma não ter problemas com salto alto e se sentem tão confortáveis que passam o dia inteiro com os sapatos. Para o especialista, “Essa permanência prolongada pode ser justamente o sintoma de que o corpo já foi afetado”.
              

Altura e modelo do salto

Altura ideal do salto

* Todos os calçados de salto alto são maléficos;
* Acima dos três centímetros, os saltos causam os mesmos problemas que os nove ou 10 centímetros;
* Aquelas que usam saltos diariamente devem preferir os chamados Anabela ou plataforma, pois distribuem melhor a pressão feita na planta do pé;
* Quanto mais paralela a sola ficar ao chão, melhor.
              

 

Fonte

Alexandre Campello – Médico ortopedista, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia no Joelho.
                                  

*****
        

Viviane Temperine
dmc21
dmc21@dmc21.com.br 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.