Não tente ler o seu hemograma

De acordo com especialista do Pasteur Medicina Diagnóstica, o retorno ao médico para avaliação dos resultados do exame é fundamental
         

Muita gente já perdeu o chão quando, ao pegar o resultado de um hemograma e tentar interpretar aquela sequência de números, se deparou com um índice que parecia fora do normal. Para evitar esses sustos desnecessários, o Dr. Sandro Melim alerta: por mais “expert” que uma pessoa acredite ser no assunto, ela deve deixar a leitura desse tipo de exame para o médico que o solicitou. “O hemograma é um exame com vários detalhes e índices que se correlacionam. Muitas vezes o que parece ser, não é. Por isso, é preciso saber avaliar os números da forma correta”, ressalta. 

Ele observa, também, que por ser considerado um exame de rotina, algumas pessoas olham os resultados e, se entenderem que não há nada fora do normal, se convencem de que não é preciso retornar ao médico. “Esse é um grande erro. Por meio do hemograma é possível detectar doenças hematológicas primárias, ou mesmo doenças de outros órgãos e sistemas que apresentem alterações hematológicas”, destaca o médico.  Ele lembra, ainda, que o exame é um excelente procedimento de triagem, pois fornece dados importantes que podem apontar a presença de outras enfermidades.

Por meio do hemograma, são analisadas as quantidades específicas de glóbulos vermelhos, plaquetas (responsáveis pela coagulação) e glóbulos brancos, bem como suas características morfológicas (formato, tamanho, consistência, etc.), além de alterações na qualidade de hemoglobina. Entre os distúrbios mais comuns detectados pelo exame estão a anemia – diminuição do número de hemácias e/ou hemoglobina – e a neutropenia – diminuição  do número de neutrófilos, que é um tipo de glóbulo branco. O Dr. Sandro acrescenta que diversas condições, desde situações simples, como deficiências nutricionais, até situações potencialmente graves, como leucemias e outros tipos de cânceres, podem levar a essas alterações.

Ao contrário do que muitos pensam, atualmente, não existe diferença entre o hemograma simples e o completo. “A maioria dos hemogramas simples mostram todas as informações necessárias à interpretação do exame. Assim, o termo completo não significa que serão realizadas pesquisas adicionais, como colesterol, glicose, tipo sanguíneo ou teste de HIV”, informa o médico.
           

Tecnologia

Os avanços tecnológicos são de grande importância para a confiabilidade dos resultados de um hemograma. Hoje, os laboratórios já possuem equipamentos de funcionamento mais estável e que proporcionam leituras com maior precisão. “A automatização da realização desse exame, com controle de todas as etapas do processo, é um grande ganho em termos de biossegurança para os profissionais dos laboratórios”, garante. Outro ponto importante, enfatiza o médico, é que os avanços na área vêm permitindo a descoberta e o estudo de novos índices relacionados às células do sangue, que futuramente podem auxiliar no diagnóstico e no tratamento de diversas  doenças.
              

Fonte

 Sandro Melim – Médico hematologista do Pasteur Medicina Diagnóstica.
        
                          
                           

Sobre o Pasteur Medicina Diagnóstica

O Pasteur nasceu há 36 anos em Brasília e atualmente possui mais de 200 colaboradores e 28 unidades de atendimento no Distrito Federal e entorno (DF). Considerado uma referência para o segmento de medicina diagnóstica na região, disponibiliza serviços e soluções diferenciados, oferecendo qualidade, confiança, credibilidade, conveniência e tecnologia de ponta. Por meio do Pasteur Popular, oferece medicina diagnóstica com qualidade a preços populares para todas as classes sociais, permitindo o acesso a quem não possui plano de saúde. A marca conta, ainda, com o Pasteur Melhor Idade, que oferece atendimento diferenciado para os idosos e uma série de vantagens, como a coleta domiciliar gratuita, descontos especiais no valor dos exames e também em toda a rede de estabelecimentos conveniada. Com o objetivo de buscar continuamente maior conforto aos pacientes, o Pasteur possui unidades em hospitais, além do conceito de atendimento integrado na Mega Unidade Taguatinga Norte, que oferece mais de três mil exames de análises clínicas e diagnóstico por imagem no mesmo local. Para mais informações: www.pasteur-df.com.br.

 

 

              
           

            

*****

           
         

  Caroliny Rodrigues
  Imagem Corporativa
  www.imagemcorporativa.com.br
  São Paulo / Rio de Janeiro / Brasília
  Tel: (55 61) 3039-8101 / 3039-8102
                      Cel: (55 61) 9153-7379

 

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.