Importância da Terapia de Reposição Hormonal

É indicada para mulheres que não menstruam a mais de um ano, ou que tenham menstruações escassas ou irregulares, dando início à fase não reprodutiva, que geralmente ocorre entre os 45 e 55 anos de idade, afirma a Dra. Denise Gomes.

Ela explica que neste período, os níveis dos hormônios estrogênio e progesterona diminuem, podendo provocar alterações do humor como irritabilidade e depressão; ondas de calor; ressecamento vaginal; redução da libido; flacidez da musculatura, entre outros.

A terapia de reposição hormonal (TRH) consiste na reposição desses hormônios e na utilização de outros medicamentos, se necessário, a fim de aliviar os sintomas e complicações da menopausa. “Por meio de uma boa avaliação clínica  e de exames especializados  podemos verificar, por exemplo, a elevação dos níveis de colesterol, que quando tratada pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares, bem como podemos detectar e tratar a osteoporose”, esclarece a ginecologista. Isso sem mencionar os benefícios na qualidade de vida e na vida sexual que o tratamento pode gerar.

Dra. Denise ainda destaca a importância do acompanhamento médico durante essa fase, que além de amenizar todos esses sintomas, traz mais tranquilidade e segurança para a mulher. “Cada mulher responde de uma maneira ao período da menopausa, algumas sentem todos esses sintomas, outras não. Por isso, cada caso é analisado individualmente”, conclui.
                           

Fonte

Denise Gomes – Médica Ginecologista e Obstetra, Diretora Médica da Plena Clínica.
www.plenaclinica.com.br
                    

*****
                 

Sacha Silveira Assessoria de Comunicação
MTB – 51.948- SP
Tel – (11)2532 7887/ 2626-9219/ 8949-3747
Endereço – Rua Pelotas, 349 – Vila Mariana – São Paulo – SP
Site – http://www.sachasilveira.com.br
E-mail – sachasilveira@sachasilveira.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.