Carnaval sem azia e má digestão

Com a chegada do carnaval, o clima de festa se instala no Brasil e os convites para cair na folia ficam irresistíveis. Nesta época, milhares de pessoas viajam para aproveitar as festas e mudam completamente de rotina, principalmente, no que diz respeito à alimentação. Para aproveitar o feriadão com segurança e longe da azia e da má digestão são necessários alguns cuidados básicos, como manter uma alimentação equilibrada e a hidratação do corpo.

A falta de cuidado e os frequentes excessos são os grandes vilões que podem acabar com a alegria do carnaval. Alguns alimentos também podem favorecer a sensação de mal estar no estômago, como a cafeína (café, chá preto e chá mate), alimentos gordurosos, ácidos e cítricos, tomate e produtos derivados, bebidas gaseificadas (refrigerantes e cervejas) e alcoólicas.
               

Dicas para um carnaval sem azia e má digestão

1. Comer e beber devagar
2. Mastigar bem os alimentos e comer pequenas porções
3. Não falar enquanto come
4. Manter uma boa postura durante as refeições
5. Caminhar após as refeições
6. Aguardar três horas após a refeição para se deitar
7. Não usar roupas ou cintos apertados no abdômen
8. Limitar o consumo de álcool
9. Não comer ou beber em excesso
10. Evitar o jejum prolongado, fazendo pequenas e diversas refeições ao longo do dia
                          

Fonte

Companhia farmacêutica

 
 
 
 
 
 
 
 

Informações sobre a Takeda

Sediada em Osaka, Japão, a Takeda é uma companhia global orientada para pesquisas, com foco principal em produtos farmacêuticos. Na qualidade de maior companhia farmacêutica do Japão e por ser uma das líderes globais da indústria farmacêutica, a Takeda se compromete a trabalhar para melhorar a saúde dos pacientes de todo o mundo por meio de inovação de vanguarda na área médica.
www.takeda.com




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.