Ar-condicionado – o alívio que pode ser vilão da sua saúde

Com o tempo quente, abafado e com a baixa umidade do ar, os aparelhos de ar-condicionado, ventiladores e umidificadores de ar podem se tornar fonte de contaminação
      

É comum nessa época do ano o uso constante de aparelhos de ar-condicionado, ventiladores ou umidificadores de ar para deixar o ambiente mais agradável. Porém alguns cuidados devem ser seguidos para que tal prática não se torne prejudicial à saúde.

O uso diário de tais equipamentos pode gerar fonte de contaminação por bactérias e fungos se não sofrerem regularmente manutenção preventiva, uma vez que tais micro-organismos ficam aderidos nos equipamentos juntamente com partículas de poeira ou água que podem ficar depositadas nos dutos do aparelho de ar-condicionado, nas hélices do ventilador e no reservatório de água do umidificador.

Estes micro-organismos se desprendem desses locais todas as vezes que o equipamento for utilizado e disseminam-se pela corrente de ar podendo chegar às vias aéreas das pessoas através da inalação, desencadeando processos alérgicos, infecções respiratórias e, em casos mais graves, a pneumonia.

Então o que fazer para não sofrer nos dias quentes? A prática mais correta é a higienização constante desses equipamentos.

Em relação ao aparelho de ar-condicionado é fundamental a limpeza e a troca do filtro, para garantir a boa qualidade do ar, sempre obedecendo às normas técnicas do fabricante, uma vez que partículas de poeira e outras sujidades ficam aderidas nos filtros. Em caso de negligência na limpeza e manutenção desses equipamentos essas partículas podem se desprender e poderão ser lançadas ao ar no momento do uso. É fundamental também que seja eliminado todo o excesso de umidade que possa ficar no aparelho de ar-condicionado, uma vez que isso servirá de ninho para proliferação de bactérias e fungos. Dentre as bactérias, o gênero Legionella spp é considerado muito perigoso uma vez que pode alojar-se nos pulmões ocasionando pneumonia grave.

No ventilador é essencial que se faça a limpeza das hélices e das hastes uma vez que o uso diário contribui para o acúmulo de sujeiras e, durante o uso essa sujidade se solta e passa a circular no ar podendo ser inalada pelos ocupantes do ambiente. A limpeza pode ser feita com pano úmido e com álcool a 70%.

Em relação ao umidificador de ar é importante a troca diária da água uma vez que bactérias e fungos podem se alojar rapidamente nesse ambiente e, a limpeza de todas as partes do equipamento se faz necessária, recordando que é fundamental obedecer às normas técnicas do fabricante.

Para que o ambiente climatizado seja seguro é fundamental a prática da boa higienização, fique atento, não deixe o perigo circular ao seu redor.
           

Fonte

Rosana F. Siqueira dos Santos – Doutora e professora de microbiologia do curso de Ciências Biomédicas da Veris IBTA Metrocamp.
          

Sobre a Veris IBTA Metrocamp

A Veris IBTA Metrocamp, juntamente com as faculdades Ibmec, pertence ao Grupo Ibmec Educacional, que atua no setor há mais de quatro décadas e é sinônimo de gestão profissionalizada. A instituição nasceu da união das marcas IBTA e Metrocamp e possui unidades em Campinas, São Paulo e São José dos Campos. Com portfólio variado, a faculdade oferece cursos nas modalidades de graduação (bacharelado, tecnólogos e licenciaturas), pós-graduação (MBA e especialização) e Treinamento nas áreas de TI e Gestão.
          

*****
                

Assessoria de Imprensa e Comunicação – Veris IBTA Metrocamp

Juliana Facchin – juliana.fernandes@veris.edu.br
(19) 4501-2705 / 8204-4864

Ricardo Pilat – ricardo.portasio@veris.edu.br
(11) 4501-9733 / 9456-7857

Tatiana Andrade – tatiana.andrade@veris.edu.br
(11) 4501-9791 / 9107-0242




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.