Como salvar o coração de crianças que se submetem à quimioterapia

São José dos Campos será palco de discussão sobre a importância da cardioproteção em pacientes que fazem tratamento contra o câncer durante a infância e a juventude
                     

Hoje em dia, segundo o Instituto do Câncer Infantil, a cura do câncer na infância situa-se em torno de 70% dos casos. Algumas doenças têm índices superiores a 90% e em outros tipos mais graves, felizmente a minoria, fica em torno de 20%. A evolução dos resultados se deve graças aos medicamentos cada vez mais eficazes,  entretanto cada vez mais associados à efeitos colaterais tardios. “Da mesma forma, porém, que as drogas melhoraram as taxas de sobrevida nos últimos anos, as mesmas podem causar efeitos tóxicos no coração, provocando o surgimento de diversas doenças cardíacas, que aparecem imediatamente ou no futuro; daí a importância de se pensar e prevenir tal toxicidade com acompanhamento do paciente a longo prazo e utilização de cardioprotetores”, explica o cardiologista Marcelo Paiva.
 
A necessidade da cardioproteção no tratamento quimioterápico será tema da palestra do doutor Paiva em 23 de novembro.  O encontro de educação continuada, voltado a oncologistas pediátricos, cardiologistas, farmacêuticos e enfermeiros, acontecerá em São José dos Campos, SP, na sede do Grupo de Assistência à Criança Com Câncer (GACC), das 11 às 12h30. Na ocasião serão apresentadas  evidências científicas do benefício do uso de cardioprotetores e a qualidade de vida que geram em  pacientes curados do câncer. O Dr. Paiva vai alertar que “há muitos casos de crianças que são curadas do câncer mas vão a óbito anos mais tarde por problemas do coração”.
 
Doutor em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, o Dr. Marcelo Paiva  médico responsável pelo serviço de Ecocardiografia do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) e do Hospital Nove de Julho em São Paulo.
 
 
Sobre a Zodiac

Fundada em 1991, a Zodiac Produtos Farmacêuticos é parceira de avançados laboratórios de pesquisa na área de saúde em diversos países e incentiva o desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas. A empresa possui uma fábrica na cidade de Pindamonhangaba (SP), amparada em tecnologia de ponta que permite atender tanto o mercado interno quanto externo. A infraestrutura possibilita acompanhar o processo industrial dos mais diversos medicamentos, desde a matéria-prima até o produto final.
www.zodiac.com.br.
           

*****
                 

Contato com a imprensa

Mônica Tremonti Belini
(11) 3875-5627 / 3875-6296 – (11) 9970-0697
e-mail: monica_belini@rspress.com.br
www.rspress.com.br
@rspressweb
 
ou Ana Paula Guedes
(11) 3875-5627/3875-6296 – (11) 9817-0974
e-mail: Ana_Guedes@rspress.com.br
www.rspress.com.br
@rspressweb




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.