Colágeno – elemento essencial para a beleza da pele, saúde dos ossos e proteção das articulações

Reposição na forma de suplementos naturais ajuda a amenizar os danos causados pela exposição à poluição e tabagismo, além de atenuar o desgaste das articulações, comum com o passar dos anos
        

A grande maioria das pessoas, quando ouve o termo colágeno, imediatamente o relaciona com a saúde e a firmeza da pele. Afinal, trata-se de uma proteína intimamente ligada à sustentação das células, como forma de mantê-las unidas e proporcionar rigidez ao tecido dérmico. No entanto, as funções do colágeno são bem mais amplas.

Segundo a nutricionista Tatiana Barão, responsável pelo setor de pesquisas da empresa Naturalis Nutrição & Farma, especializada na produção de suplementos naturais encapsulados, a proteína é responsável por conferir forma, organização e propriedade mecânica aos tecidos dos ossos, cartilagens, córnea dos olhos, ligamentos e tendões, além da pele: “Trata-se do tipo de proteína mais abundante em nosso organismo. No entanto, a partir dos 40 anos, sua perda passa a ser significativa, especialmente nas mulheres na fase da menopausa, o que resulta em diminuição da elasticidade da pele e problemas relacionados com a resistência à força de tensão das articulações. Para que uma pessoa pudesse repor essa perda exclusivamente através da alimentação, precisaria consumir em torno de três bifes por dia para obter cerca de 2g de colágeno, resultando em um consumo significativo de gordura saturada, o que poderia aumentar os níveis de colesterol ruim no organismo e os riscos de problemas cardíacos”.
                               

Como repor

A boa notícia é que esta proteína pode ser reinserida no organismo por meio da alimentação, gelatinas e suplementos naturais de colágeno hidrolisado. “Alimentos como carne bovina, suína, de aves e peixes, além de alguns produtos industrializados que contam com gelatina em sua composição são fontes de colágeno, importantes para a manutenção de nossa produção endógena”.

No entanto, a alimentação, por si só, apresenta baixo conteúdo de colágeno, sendo este de mais difícil absorção, o que exigiria um alto consumo de suas fontes alimentares. Em torno de três bifes por dia forneceria apenas 1,8g de colágeno de menor absorção, sendo necessário um consumo exagerado e desfavorável de alimentos de origem animal, ricos em gordura saturada, para alcançar a dosagem diária e os resultados esperados.

O consumo de colágeno com finalidade de atuar na preservação da textura da pele é estimado em dois gramas por dia e, para agir nas articulações, a dose diária recomendada é de 8 a 10 gramas por dia. Dessa forma, para atingir os benefícios desejados para a pele, cabelos, articulações e ossos, o suplemento puro de colágeno hidrolisado é a opção mais indicada, principalmente em casos em que os tecidos já estão enfraquecidos.

Outro fator importante está ligado ao fato de que diversos outros nutrientes são essenciais para a síntese de colágeno, como vitaminas C, E, betacaroteno, piridoxina, biotina, ácido pantotênico e minerais como manganês, cobre, zinco, selênio, cromo e silício. Dessa forma, uma alimentação equilibrada e variada é sempre indispensável, independentemente do tipo de suplementação utilizada.
                           

Colágeno hidrolisado

O colágeno hidrolisado, encontrado no mercado nas versões em pó ou em cápsulas, é um suplemento de aminoácidos ligados obtidos pela hidrólise de moléculas grandes de colágeno extraídas de tecidos de animais, como boi, frango, peixes e suínos. Assim, esses suplementos podem ser considerados um complemento à alimentação. Como complemento, o processo de hidrólise quebra as moléculas grandes de proteína, de difícil absorção, em partículas menores, de baixo peso molecular e, portanto, de fácil absorção pelo intestino.

Tatiana explica que, com o passar dos anos, as alterações na quantidade e organização do colágeno no organismo provocam atrofia e desordem da matriz dérmica, devido ao declínio da síntese de fibras pró-colágeno e, consequentemente, aumento da degradação das fibras maduras. “O uso do colágeno hidrolisado é especialmente interessante para amenizar os efeitos sobre a pele do foto-envelhecimento e do tabagismo, principalmente após os 40 anos, quando a produção começa a declinar de forma mais significativa. Estima-se que a nicotina do cigarro seja capaz de reduzir em 40% a produção de colágeno pelo corpo. Assim, recomenda-se o consumo de dois gramas do suplemento diariamente, mesmo para não fumantes, o que equivale à ingestão de duas cápsulas, duas vezes ao dia, antes das principais refeições”.

Já com função de proteção das articulações, o consumo de colágeno hidrolisado pode ser muito útil para pessoas que já possuam dores ao movimentar as juntas ou doenças articulares previamente diagnosticadas, como osteoastrite. Nesses casos, seria interessante iniciar a suplementação o quanto antes com uma dose de 8 a 10 gramas ao dia, sempre com a prescrição de um especialista. Uma pesquisa realizada pela Charles University, na República Checa, demonstrou que a suplementação com colágeno hidrolisado utilizada durante três meses é capaz de promover melhora evidente em 68% dos indivíduos maiores de 40 anos com osteoartrite de joelhos, reduzindo em 60% seu índice de dor nas articulações.

Atletas que praticam esportes de alto impacto também podem se beneficiar da utilização do suplemento, já que diversos estudos sugerem que o uso do colágeno hidrolisado pode ajudar na preservação de estruturas articulares, como a dos joelhos, atuando como uma alternativa preventiva para a redução das queixas de dores. Recentemente, outro estudo realizado pela Peen State University, na Pensilvânia, apontou redução de 60% da sensação de dor ao caminhar e 30% do desconforto ao se levantar em atletas com queixas de dores articulares ao praticar atividades físicas que passaram a utilizar a suplementação com colágeno hidrolisado.
              

Fonte

Tatiana Barão – Nutricionista, responsável pelo setor de pesquisas da empresa Naturalis Nutrição & Farma, especializada na produção de suplementos naturais encapsulados.

               

        

Sobre a Naturalis Nutrição & Farma – suplementos naturais encapsulados

A Naturalis Nutrição & Farma é uma empresa que se dedica à fabricação e comercialização de suplementos nutricionais naturais encapsulados. Fundada há 30 anos, é pioneira no Brasil no desenvolvimento desse tipo de produto. Tendo como modelo as maiores e mais modernos grupos estrangeiros de complementos alimentares, a indústria é, hoje, líder no mercado brasileiro, atendendo também a solicitações de companhias e consumidores de diferentes países.

Entre os produtos mais conhecidos da Naturalis estão as cápsulas de óleo de alho cru, óleo de germe de trigo, óleo de fígado de bacalhau, óleo de peixe ômega-3, óleo de fígado de tubarão, acerola e rosa silvestre e a lecitina de soja granulada. Ao todo, são desenvolvidas 23 fórmulas, com o objetivo de complementar a alimentação diária, com elementos fundamentais à saúde, que podem ajudar no tratamento de doenças, além de agir na sua prevenção e na melhora da qualidade de vida.

Todos os produtos fabricados têm comprovação científica e são desenvolvidos com a mais alta qualidade, no que diz respeito a processos e matéria-prima, a maioria importada de países como Alemanha, Canadá, EUA, Finlândia, França, Inglaterra, Noruega, Suécia e Suíça. Por meio de intercâmbios e troca de experiências com laboratórios, universidades e centros de pesquisas dentro e fora do Brasil, a empresa se mantém atualizada com as descobertas mais recentes nas áreas de nutrição, dietética e medicina ortomolecular.

www.naturalis.com.br
             

*****
      

Luciana Baroni | atendimento de conta
Dona Comunicação
21 3816.3188 | 2220.0564 | 9769.4396
Email: atendimento3@donacomunicacao.com.br 
www.donacomunicacao.com.br 

 

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.