Pesquisa aponta perfil e desafios de cuidadores de pacientes com doença de Alzheimer no Brasil

Para identificar e entender melhor o perfil e os desafios dos cuidadores de pacientes com a doença de Alzheimer, o instituto TNS Research International realizou uma pesquisa nacional a pedido da farmacêutica Novartis. O estudo revelou que 87% do total de cuidadores são mulheres, sete em cada 10 cuidadores familiares moram com o paciente e quatro em cada 10 são filhos do mesmo. Entre desafios enfrentados, conciliar o papel de cuidador com a vida profissional é um dos principais. Trinta por cento dos cuidadores familiares já precisaram parar de trabalhar para se dedicar ao paciente. Cerca de 20% dos demais já precisaram reduzir a carga horária trabalhada.

Uma importante necessidade dos cuidadores é o acesso a informações que os ajudem no cotidiano com o paciente, sendo que as mais valorizadas são práticas sobre como lidar com as crises e orientações sobre as causas da doença e a maneira como ela se desenvolve. A pesquisa também revelou que as dificuldades mais problemáticas dos pacientes são memória/confusão (58%), insônia (31%), ser deixado sozinho (29%), tomar banho/lavar-se (29%) e perambulação/inquietação (25%).

Sobre o tratamento, a maior parte dos pacientes (83%) toma medicação e 38% dos cuidadores identificam que uma opção em forma de adesivo facilitaria a administração e adesão ao tratamento, seguido pela forma líquida/gotas, com 28%.

Foram ouvidos 400 cuidadores profissionais e familiares entre março e junho deste ano.

Atualmente, a doença atinge 1,2 milhão de pessoas no Brasil, segundo a Associação Brasileira de Alzheimer, sendo a forma mais comum de demência. Com a sua evolução, a qualidade de vida dos pacientes e de seus familiares pode ser afetada, uma vez que o idoso passa a depender de um cuidador. Muitas são as dificuldades nesse processo e, por isso, os cuidadores precisam buscar as melhores formas para tratar e lidar com os pacientes, mantendo a sua própria qualidade de vida. O tratamento do paciente deve ser iniciado no estágio inicial da doença e contempla medicamentos capazes de retardar a sua progressão, além de reabilitação física, apoio psicológico e outras terapias.
                  

Disclaimer

As informações contidas neste texto têm caráter informativo, não devendo ser usadas para incentivar a automedicação ou substituir as orientações médicas. O médico deve sempre ser consultado a fim de prescrever o tratamento adequado.
                                  

Sobre a Novartis

A Novartis oferece soluções de saúde que atendem às necessidades em constante mudança de pacientes e da população. Focada exclusivamente em cuidados com a saúde, a empresa oferece um portfólio diversificado para melhor atender estas necessidades: medicamentos inovadores e genéricos, vacinas preventivas, ferramentas de diagnóstico e produtos de consumo em saúde. A Novartis é a única empresa com posição de liderança em todas essas áreas. Sediada em Basiléia, Suíça, as empresas do Grupo Novartis empregam aproximadamente 119.000 pessoas (incluindo 16.700 da Alcon) e operam em cerca de 140 países ao redor do mundo.
(www.novartis.com)
                

*****
                      

Contato

Carolina Scavazzini
Comunicação Novartis
(11) 5532-7022
(11) 8444-1454
E-mail: carolina.scavazzini@novartis.com   

Caroline Justo
In Press (agência externa)
(11) 3323-156
(11) 9279-5125
 E-mail: caroline.justo@inpresspni.com.br

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.