Campanha por um trânsito mais seguro

A ação acontecerá no dia 30 de setembro, no vão livre do MASP, localizado na Avenida Paulista das 12h às 14h, com o objetivo de orientar pedestres e motoristas sobre os cuidados no trânsito.

O trânsito na cidade de São Paulo é considerado um dos mais violentos do mundo, levando a mortes e deixando uma grande proporção dos acidentados com sequelas, muitas vezes, graves. Segundo o Dr. José Octávio Soares Hungria, grande parte desses acidentados sofrem lesões ortopédicas. “Por isso o envolvimento da Ortopedia é fundamental para alertar a população dos riscos do trânsito dessa cidade. A SBOT-SP, como entidade da área de saúde, especialmente da Ortopedia, deve ajudar a orientar a população sobre os riscos e as sequelas dos acidentes de trânsito.”

Para os ortopedistas que trabalham diariamente em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), é alto o número de acidentados e a gravidade das lesões causadas por acidentes de trânsito. A quantidade de pacientes com sequelas graves e incapacitantes é muito grande. “Isso deixa uma parte da população economicamente ativa sem condições de trabalho, o que ocasiona um grave problema familiar”, enfatiza o Dr. José Octávio.

As lesões ortopédicas mais frequentes são fraturas expostas da tíbia e do fêmur, fraturas da bacia e fraturas de coluna. “Além disso, as outras lesões mais frequentes são traumas cranianos, torácicos e abdominais, muitas vezes com grande risco de vida do paciente.”

No Brasil, o trânsito mata 40 mil pessoas por ano, 110 por dia e 90% dos acidentes são decorrência de falha humana. Através da campanha de conscientização, os ortopedistas têm por obrigação enfatizar o uso do cinto de segurança, o respeito no trânsito, não beber antes de dirigir, não utilizar o celular ao volante, entre outros cuidados que podem salvar vidas. “Nossa compromisso é o de orientar a população para que o trânsito, especialmente o da cidade de São Paulo, não vire um campo de batalha”, finaliza o presidente da SBOT-SP.
                        

ABC Paulista

Simultaneamente a campanha na Avenida Paulista, cerca de 50 alunos da Faculdade de Medicina do ABC, coordenados por professores e membros da Liga de Ortopedia e Traumatologia da instituição, se postará das 11h30 às 13h30 na Praça Ives Ota, na rotatória em frente ao Shopping ABC, em Santo André, para divulgar a campanha com faixas e abordagens aos motoristas e pedestres. Todos receberão um panfleto da SBOT sobre a “Década de Ações Para Um Trânsito Seguro” e conhecerão dicas como, por exemplo, cada redução de 5 km/h na velocidade média representa diminuição de 30% nos traumas fatais. As cadeirinhas reduzem em 70% os óbitos em crianças e 80% em bebês. O uso de capacete pelos motociclistas reduz em até 40% o risco de morte e em 70% as lesões traumáticas de maior gravidade.
                         

Folder Explicativo

Além de faixas informativas alusivas à campanha, a SBOT-SP distribuirá folders especialmente confeccionados, com dados sobre a gravidade do problema. O trabalho revela que com 1,3 milhão de mortes anuais no mundo, o trânsito já se tornou a principal causa de morte na faixa etária dos 15 aos 29 anos e provoca ferimentos em 50 milhões de pessoas anualmente.

Outro dado constante do folder é que 50% das vítimas são as mais vulneráveis, isto é, pedestres, motociclistas e ciclistas e que comprovadamente a redução de 5 quilômetros por hora na velocidade média reduz em 30% os acidentes fatais.

Quanto ao resultado do uso de equipamentos de segurança, o capacete reduziu em 40% a morte de motociclistas, o cinco de segurança, usado inclusive no banco de trás foi responsável por 65% de mortes a menos, enquanto a cadeirinha, que se tornou recentemente obrigatória, no Brasil, reduz comprovadamente em 70% o número de mortes de crianças e em 80% as fatalidades com bebês.
                 

Fonte

José Octávio Soares Hungria – Presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – Regional São Paulo (SBOT-SP).
                      

*****

             

Mais informações para a imprensa

DOC Press
Luchetti
(11) 5533-8781
luchetti@docpress.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.