Médicos da América Latina participam de debate sobre Imunodeficiência Primária

Videoconferência latino-americana sobre a doença será gratuita, via web ou presencial 
    

Na próxima quinta-feira, dia 28 de abril, das 15h às 16h30, médicos da América Latina participarão de uma reunião científica por videoconferência. No Brasil, o local do encontro será o anfiteatro do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, tendo como tema central os desafios da Imunodeficiência Primária.

A doença é causada por uma alteração genética que acarreta um distúrbio do sistema imunológico no combate às infecções e engloba mais de 160 tipos imunodeficiências. Estima-se que aproximadamente 40 mil brasileiros tenham o problema, porém apenas dois mil foram diagnosticados e recebem o tratamento adequado.
 
Entre os temas abordados estão as particularidades da Imunodeficiência Primária na América Latina, o Transplante de Medula, o fornecimento de imunoglobulina e os exames laboratoriais. O treinamento é gratuito e os interessados poderão participar presencialmente ou via web, por meio do site http://learning.einstein.br/imuno2011/.
 
Segundo a imunologista e presidente da Associação Brasileira de Imunodeficiência Primária, Dra. Tatiana C. Lawrence, por falta de conhecimento sobre a imunodeficiência primária, o diagnóstico no Brasil leva em média cinco anos para ser realizado, o que pode ser fatal para o paciente. “Em geral, a doença se manifesta na infância e provoca um quadro de infecções repetidas que podem ser confundidas com outras doenças, como otite, pneumonia ou meningite. O diagnóstico rápido e correto é fundamental para salvar vidas, porque a doença pode ser fatal. É importante que os médicos estejam atentos aos sinais da doença”.
 
O treinamento é uma das atividades que serão realizadas durante a Semana Mundial de Imunodeficiência Primária, entre os dias 25 de abril e 1º de maio. A Semana marcará as comemorações do Dia Mundial da Imunodeficiência Primária, celebrado em 29 de abril. A iniciativa é promovida pela Associação Brasileira de Imunodeficiência (ABrI), em conjunto com a Organização Internacional de Pacientes com Imunodeficiência Primária (IPOPI) e a Fundação Jeffrey Modell, com o apoio da Baxter.
                              
 
Serviço

Videoconferência Latino-Americana sobre Imunodeficiência Primária

Data: 28 de abril de 2011Horário: das 15h às 16h30
Acesso via Web – http://learning.einstein.br/imuno2011
Local: Anfiteatro do Hospital Israelita Albert Einstein – Bloco D – 3º andar
Endereço: Av. Albert Einstein, 627/701 – Morumbi – São Paulo – SP

Informações: www.abri.com.br

 
Sobre a ABrI

A Associação Brasileira de Imunodeficiência (ABRI) é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), atuando em todo território nacional há mais de 3 anos assistindo aproximadamente  300 famílias. Como a missão de contribuir para o crescimento do conhecimento da Imunodeficiência Primária em todo Brasil por meio da conscientização da população e dos médicos e, desta forma, melhorar as condições de vida dos pacientes tornando-a mais habitual possível. Para alcançar este objetivo, a ABrI tem realizado uma série de ações como: a promoção de uma Consulta Pública em Brasília para a aprovação da liberação de mais de um tipo de medicamento devido à intolerância que alguns pacientes têm apresentado; cadastrou pacientes junto com o Centro Jeffrey Modell e BRAGID/LASID e se tornou membro do International Patient Organization for Primary Immunodeficiency (IPOPI).
                                         

Sobre a Jeffrey Modell Foundation

A Fundação Jeffrey Modell foi criada em 1987 por Vicki e Fred Modell em memória de seu filho Jeffrey, que faleceu aos 15 anos de uma Imunodeficiência Primária. Estabelecida atualmente em 39 países, com mais de 50 centros, a Jeffrey Modell Foundation, que é apoiada pela Baxter em todo o mundo, associou-se à UNIFESP pelo reconhecimento da instituição em atividades relacionadas ao ensino e pesquisa e pela liderança em ciências da saúde.
 
Com foco na capacitação médica, diagnóstico, tratamento, educação de pacientes e registro dos casos de imunodeficiências, em abril de 2009, foi inaugurado o primeiro Centro de Diagnóstico Jeffrey Modell para Imunodeficiências Primárias da América Latina. Sediado no departamento de pediatria da UNIFESP, o Centro atua na educação continuada para o reconhecimento da doença e ampliou o acesso ao diagnóstico no Brasil.
                               
 
Sobre a Baxter

A Baxter é uma empresa global e diversificada da área da saúde que desenvolve, fabrica e comercializa produtos de biotecnologia e terapias especializadas para hemofilia, doenças renais, distúrbios imunológicos, trauma e outras condições clínicas críticas. Com 79 anos de atuação no mundo, conta com 48,5 mil colaboradores em mais de 100 países. No Brasil, iniciou suas atividades em 1960.
                        

*****
                                
 
Informações

Burson-Marsteller
Giuliana Gregori / Fabiana Delgado
11 3094-2247 / 11 3094.2242 / 11 9197.4518
giuliana.gregori@bm.com;
fabiana.delgado@bm.com




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

oi eu sou o rafael eu tenho imuno deficiencia primaria eu priciso de ajuda??????

Os comentários estão encerrados.