Açaí x Diabetes

O açaí é uma fruta originária da Amazônia, rica em fibra e proteína. Sua polpa tem sido objeto de alguns estudos em função de seu valor nutritivo e sensorial. Rica em minerais e vitaminas, é também muito calórica e deve ser evitada pelos sedentários, mas virou mania entre praticantes de atividade física e vale por uma refeição. Porém, acredita-se que mesmo as pessoas que estão fazendo dieta não deveriam eliminá-la do seu cardápio, pois ela ajuda no transporte de oxigênio para as células. Nesse caso devendo ser consumida com moderação.

Como é um ótimo repositor energético, o açaí é mais indicado para consumo após as atividades físicas. O açaí é um dos alimentos mais ricos em ferro, que é, entretanto, pouco absorvido pelo organismo por causa de sua biodisponibilidade. Como contém elevada quantidade de vitamina E e polifenóis, é, portanto, um antioxidante natural, assim evitando a ação dos radicais livres.

É também considerado um alimento nutracêutico, pois contêm grandes quantidades de antocianinas, pigmentos hidrossolúveis responsáveis pela cor avermelhada do fruto. As antocianinas tornaram-se conhecidas por suas diversas propriedades farmacológicas e propriedades medicinais, incluindo anticarcinogênica, anti-inflamatória e antimicrobiana, prevenindo o aumento de LDL (colesterol ruim), enfermidades cardiovasculares, doenças neurológicas e também melhorando a circulação sanguínea.

Rico, também, em vitaminas B1 e B2 e C, protege os olhos e estimula memória. Quando associado com alimentos ricos em vitamina C, o açaí fornece quantidades suficientes de fósforo para ativar as funções cerebrais. A sua grande oferta de fibras favorece o trânsito intestinal. Os teores de potássio e cálcio são elevados, o que faz dele um alimento bastante completo. Todas essas propriedades contribuem para diminuir o estresse físico e mental do individuo.
                                    

E o diabético pode consumir essa frutinha?

Pessoas com diabetes precisam tomar cuidado na hora de consumir o açaí por causa do elevado nível de carboidrato presente, devendo assim evitar o seu consumo. Se a vontade de consumi-lo for grande, deve-se dispensar, pelo menos, o xarope de guaraná que é adicionado à receita básica. O que se tem a fazer é ter bom senso e uma alimentação equilibrada.

Outra forma de consumir o açaí é em suco, assim, ele terá um baixo índice glicêmico (potencial do alimento em aumentar a glicose sanguínea). Mas tudo com muita moderação!
                                               

Fonte

Camila Lemos – Nutricionista graduada pela Universidade Católica de Brasília. Especialização em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho.
camila.ol@gmail.com




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

È maravilhoso saber de tudo isso , ñ tinha idéia de q/o Acaí era tao imp.

bem eu sou diabetico ,gostaria de saber si eu posso ou nao tomar o suco de açai com alguma fruta,pois essa materia deixou tudo muito sem uma resposta solida,o mais agradeço atençao.

Os comentários estão encerrados.