A linguagem da empatia – Métodos simples e eficazes para lidar com seu filho

Por meio de técnicas simples e eficazes, a psicóloga Dina Azrak mostra de que forma podemos utilizar a linguagem da empatia no cotidiano para lidar com os filhos. Os pais vão aprender a: usar uma linguagem específica para falar com os filhos; exprimir seus sentimentos de forma respeitosa; entender o que os filhos estão sentindo; criar alternativas à crítica; incentivar a autonomia nas crianças; evitar os rótulos; e, principalmente, agir calmamente quando nada mais parece funcionar.

Educar os filhos nunca foi tarefa tão desafiadora como nos dias de hoje, em que imperam a violência, o estresse e o excesso de trabalho. Nesse ritmo de vida, amor, bom senso e dedicação não bastam para garantir o bom relacionamento entre pais e filhos. Além de todos esses elementos, é necessário um ingrediente especial: a empatia. Basicamente ela pressupõe colocar-se no lugar da criança e compreender seus sentimentos. Para a psicóloga Dina Azrak, os pais modernos precisam vencer esse desafio para estabelecer com os filhos uma relação de respeito e companheirismo.

No livro “A linguagem da empatia – Métodos simples e eficazes para lidar com seu filho” (104 p., R$ 29,90), lançamento da Summus Editorial, ela mostra de que forma os pais podem utilizar a linguagem da empatia no cotidiano. A obra traz sugestões práticas que garantem relações pautadas pelo respeito, valorização, autonomia e cooperação.

A nova linguagem, adotada pela psicóloga como base de seu trabalho, foi desenvolvida pelo terapeuta infantil e educador Haim Ginott, cujos livros revolucionaram o relacionamento entre pais e filhos. “A linguagem da empatia baseia-se apenas em comunicar-se com as crianças de maneira atenciosa, demonstrando compreensão, evitando as avaliações e os julgamentos”, explica a autora. Para ela, os pais não devem impor respeito e sim fazer-se respeitar.

Baseada em sua experiência na realização de workshops de orientação de pais, a autora reuniu no livro exemplos que mostram situações de conflito entre pais e filhos. A partir das histórias, típicas da vida urbana, que conta no início de cada capítulo, ela aponta os erros dos pais e em seguida sugere a utilização de gestos e frases positivas para melhorar a saúde emocional da família. “A empatia é uma atitude eficiente para harmonizar a comunicação entre pais e filhos”, complementa.

Por meio de técnicas simples e eficazes, a autora mostra as diretrizes para um bom convívio familiar como, por exemplo, exprimir os sentimentos de forma respeitosa, entender o que o filho está sentindo e resolver conflitos de forma pacífica. “Nesses anos todos em que atendi famílias em meu consultório, constatei que está faltando aos pais o dom de escutar os filhos”, afirma a psicóloga. O resultado, diz ela, são as discussões e o distanciamento emocional.

Será que as crianças só aprendem com castigos?  Para a psicóloga,
disciplina não é sinônimo de punição. No capítulo “Castigo, não! Resolvendo conflitos de forma pacífica”, ela diz que é possível encontrar alternativas eficientes ao castigo e explica que opções mais educativas devem começar com a definição clara de limites. “Precisamos informar à criança o que constitui uma conduta inadmissível e qual comportamento substituto será aceito”, afirma a autora.

Dividido em seis capítulos, o livro aborda também o papel dos elogios na formação da personalidade da criança, as alternativas construtivas à crítica, substituindo o julgamento pela orientação, e a importância de incentivar a autonomia e de evitar os rótulos. A obra traz ainda dicas práticas e valiosas para as ocasiões em que nada mais parece funcionar.  O primeiro passo, segundo a autora, é respirar fundo, contar até dez e não perder a calma. “Ao treinar as habilidades expostas no livro, os pais irão, aos poucos, atingir um estado de serenidade que lhes permitirá lidar melhor com os conflitos diários”, conclui.

                                                                  
 
A autora
 
Dina Azrak é psicóloga especializada em orientar os pais na comunicação com crianças e adolescentes. Em seu consultório, tem a oportunidade de acompanhar e ajudar muitas famílias a transformar seu dia a dia para melhor. Por meio da linguagem da empatia – base de todo o seu trabalho –, hostilidade e brigas são substituídas por cooperação e afeto. Impasses e incertezas dão lugar ao carinho e à resolução de problemas em conjunto. É cotradutora dos seguintes livros de Adele Faber e Elaine Mazlish: Como falar para seu filho ouvir e como ouvir para seu filho falar (Summus, 2003), Como falar para o aluno aprender (Summus, 2005) e Irmãos sem rivalidade (Summus, 2009).

                                                                                
 
Título: A linguagem da empatia – Métodos simples e eficazes para lidar com seu filho
Autora: Dina Azrak
Editora: Summus Editorial
Preço: R$ 29,90
Páginas: 104
ISBN: 978-85-323-0652-4
Atendimento ao consumidor: 11-3865-9890
Site: www.summus.com.br
                                                                        

*****

                                  
 
Mais informações com Ana Paula Alencar
11-4787-1322
11-9771-7336
Email: imprensa@gruposummus.com.br
MSN: anapaulaalencar_1@hotmail.com
Sype: anapealencar
Twitter: @summus_imprensa




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.