Recursos de Relacionamento para Profissionais de Saúde – A boa comunicação com clientes e seus familiares em consultórios, ambulatórios e hospitais

Caligrafia de médico é incompreensível. E, às vezes, é difícil entender o que eles falam também. Mas isso é o de menos, porque conversar não salva vidas, certo? Errado. A boa comunicação entre o médico e paciente, instituições e equipes multidisciplinares pode sim salvar muitas vidas. É o que defendem os autores de Recursos de Relacionamento para Profissionais de Saúde, Maria Tereza Maldonado e Paulo Canella. Segundo eles, o diálogo entre profissional e paciente é o principal veículo de promoção da saúde e pode, se mal realizado, prejudicar e, até mesmo, impedir o tratamento.

Um alto percentual das queixas e denúncias se origina de inadequações do relacionamento com o cliente e seus familiares, o que comprova a urgência do tema tratado pelo lançamento da Editora Novo Conceito. O livro pretende alertar médicos de todas as especialidades, enfermeiros, odontologistas, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e demais atuantes na área, da necessidade de se portarem enquanto agentes da saúde em sua acepção global, considerando a comunicação como uma parte integrante da prevenção e terapêutica. Isso significa que o médico deve se perceber como medicamento e instrumento no atendimento, admitindo a possibilidade de ser tanto uma fonte de ajuda quanto de dificuldades.

Por isso, o livro ensina os profissionais a identificar seus “pontos cegos” e a atentar para a transferência e a contratransferência. Explica a importância do contexto do paciente e estimula o desenvolvimento de um vínculo humano simétrico e respeitoso, evitando uma hierarquia desnecessária. Um erro recorrente na área é o de avaliar os pacientes como infantis, sem capacidade para escolher, mesmo quando bem informados.

Os autores também debatem assuntos polêmicos para a medicina, como a onipotência, a idealização, a culpa, o narcisismo, a sexualização da consulta e o caráter missionário comumente associado a este tipo de trabalho. São abordadas as deficiências na formação dos profissionais, focadas somente na transmissão de conhecimento técnico, e a tendência exagerada de especialização, que induziria a uma atuação fragmentada, inadequada a um individuo “inteiro” e complexo.

Em Recursos de Relacionamento para Profissionais de Saúde, o leitor aprende a reconhecer os registros racionais e emocionais, a lidar com os sentimentos subjacentes e a se utilizar da linguagem verbal e não verbal. Os profissionais também são levados a questionar o encaminhamento sob a ótica da diluição da responsabilidade e a refletir sobre os problemas das instituições e convênios. Além disso, encontram, no livro, as principais fases do ciclo vital e como proceder com pacientes em cada uma destas etapas.

Por fim, Maldonado e Canella analisam as formas de comunicação mais comuns, marcadas pela impessoalidade, mensagens contraditórias, ordens, ameaças, aconselhamento, persuasão, consolo, falso apoio, etc, e as conseqüências negativas que elas acarretam. Em contraposição, apontam e informam sobre os recursos positivos de relacionamento com o cliente, como por exemplo: a reflexão de sentimentos, a autoexpressão, a delimitação das fronteiras e limites, o confronto, a resolução conjunta de impasses, o reasseguramento, a orientação antecipatória, entre outros.

Recursos de Relacionamento para Profissionais de Saúde é uma aula de psicologia e uma relevante ferramenta de trabalho para um atendimento mais humano e eficaz. Você pode achar que é tarde para mudar sua caligrafia, mas, a comunicação com os pacientes, certamente vale à pena mudar.

 

Ficha Técnica

Título: Recursos de Relacionamento para Profissionais de Saúde
Subtítulo: A Boa Comunicação com Clientes e seus Familiares em Consultórios, Ambulatórios e Hospitais.
Editora: Novo Conceito
Autores: Maria Tereza Maldonado e Paulo Canella
Páginas: 320
Preço: R$ 69,90

 

*****

 

Marla Cristina  Brito  |    Pensar Comunicação
Tels (21)  2210-0511 – 2507-2451• Fax: 209
Rua Aprazível, 28 Santa Teresa – CEP 20.241-270




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Nenhum comentário.

Os comentários estão encerrados.