Doença renal e perda do funcionamento do rim

Doença renal só é percebida quando há 50% da perda do funcionamento do rim.

Nefrologista do Hospital Bandeirantes alerta que há 75 mil doentes renais no Brasil.

As funções dos rins são filtrar o sangue para eliminar as substâncias nocivas ao organismo por meio da urina; regular os níveis de água e minerais do indivíduo e produzir determinados hormônios para o bom funcionamento do corpo. Quando o órgão não está bem, a pessoa desenvolve a insuficiência renal, que pode ser amenizada com a hemodiálise. Porém, quando a doença é crônica, o transplante de rim é uma das modalidades de tratamento e a que fornece maior qualidade de vida para o paciente.

No Brasil, há 75 mil* doentes renais crônicos que estão em tratamento de diálise. E o que é mais preocupante é que apenas três mil* pessoas por ano conseguem se submeter ao transplante.

Em março, mês que se comemora o dia mundial do rim, ocorre pelo mundo, uma série de ações para conscientizar as pessoas sobre os cuidados diários que devem ter para evitar que o órgão adoeça.

“Infelizmente, esse número de doentes renais crônicos deve aumentar. É que a diabetes, uma das causas mais freqüentes da insuficiência renal crônica, vem crescendo no mundo todo”, afirma Dr. Paulo Luconi.

Segundo o Dr. Luconi, os sintomas não são perceptíveis nos primeiros estágios da doença. Ou seja, a perda da capacidade e da função renal ocorre sem que o indivíduo saiba e o pior que é irreversível. “Por isso, a importância que manter uma qualidade de vida e tomar muita água”, alerta do médico.

 

Os sintomas da doença

* Falta de apetite;
* Palidez;
* Náuseas e vômitos;
* Inchaço ao redor dos olhos e pernas;
* Emagrecimento;
* Urinar excessivamente ao dia;
* Dores lombares;
* Presença de sangue na urina ou mudança em sua coloração;
* Sono;
* Fraqueza;
* Ardor ou dificuldade para fazer xixi.

“Só quando há 50% da perda do funcionamento dos rins é que e a doença começa a ficar evidente. Pedir exame ao médico, logo que perceber três dos sintomas é essencial para um diagnóstico precoce”, ressalta o nefrologista.

Um dos problemas comuns que pode levar à doença renal é a anemia. Quando o rim não funciona bem, ocorre a diminuição da vitamina D e o aparecimento da anemia, por tanto, é uma preocupação.

“A perda constante da vitamina pode transformar uma simples anemia na tipo renal e prejudicar o rim”.

Referência nos atendimentos de alta complexidade, o HB realiza em média 50 transplantes renais por ano. “Com o início do procedimento no fim do ano passado, o Hospital Regional do Vale do Paraíba, de Taubaté, administrado pelo Grupo Saúde Bandeirantes (GSB), o plano é chegar a 100 transplantes por ano”, diz o Dr. Luconi.

O Hospital Bandeirantes realiza transplante renal desde 2000, sendo 30% custeados por convênios médicos e 70% pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Além da diabetes, a hipertensão é a outra grande causa da insuficiência renal. “Os dois males devem ser controlados para evitar que o rim adoeça”, comenta Dr. Luconi.

Segundo o médico, a insuficiência renal crônica começa, em média, aos 30 anos, independentemente do sexo. O diagnóstico é difícil e quando a doença se manifesta, o órgão está debilitado e necessita de hemodiálise pelo menos três vezes por semana.

“A prevenção é sempre a melhor forma para evitar o problema. Boa alimentação é essencial, pois a diabetes e a hipertensão arterial ficam controladas. Exercícios físicos e exames regulares completam a receita para retardar um transplante renal”, afirma José Carlos Costa Batista, cirurgião responsável pelo procedimento no HB.

 

Curiosidades numéricas

* 10% é o crescimento de doentes crônicos renais em todo mundo;
* 25%  dos pacientes em hemodiálise são portadores de diabetes;
* Em diabéticos ou hipertensos a insuficiência renal crônica demora de 15 a 20 anos para se manifestar;
* Em média, 25% dos portadores da diabetes tipo 1 desenvolveram doença renal crônica. Já para portadores do tipo 2 da doença, o percentual é de 10% **;
* 1/3 da população com diabetes desenvolve insuficiência renal crônica (60 milhões de pessoas em todo o mundo)**;
* Hemodiálise custa, aproximadamente, R$ 105 mil por ano ao paciente**;
* Um transplante tem ônus de R$ 45 mil no primeiro ano e R$ 18 mil nos subseqüentes**.

(*) Dados do Ministério da Saúde – www.saude.gov.br
(**) Dados da Associação Nacional da Assistência ao Diabético (ANAD) – www.anad.org.br

 

Fonte

Paulo Luconi – Médico nefrologista, coordenador do Serviço de Nefrologia e Transplante Renal e do Instituto de Urologia e Nefrologia do Hospital Bandeirantes (HB).

 

Sobre o Hospital Bandeirantes

Localizado no bairro da Liberdade, região central da capital paulista, o Hospital Bandeirantes tem 34 anos de existência e é referência em atendimentos de alta complexidade, com know-how nas áreas de atenção cardiovascular, fraturas de crânio, coluna e ossos, urologia e nefrologia, oncologia e cirurgias especializadas.

 

*****

 

Informações

Porta-Voz Comunicação Estratégica
Nádia Santana – nadia.santana@portavoz.com.br
Michele Sene – michele.sene@portavoz.com.br
(11) 3871-3666  / 9910-6029
www.portavoz.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

MEU ESPOSO FICOU SABENDO Q/ ELE TINHA ESTE PLOBLEMA A 3 MESES, ELE TEM 44 ANOS E SÓ PROCUROU O MÉDICO Q/ LHE RESTAVA C/ MAIS OU MENOS 2 HORAS DE VIDA. ESTOU ANCIOSA NA ESPERA DE UM DOADOR,POIS ELE TEM MUITA VONTADE DE VIVER. GOSTEI MUITO DESTE ARTIGO, TIROU MINHAS DUVIDAS.

ABRAÇO.

gostaria de saber quantas vezes temos que fazer xixi durante ao dia

O médico disse ao meu cunhado que os rins dele tava funcionando 5%, ele tá fazendo hemodialice 3 x por semana, os rins dele pode voltar a funcionar normalmente? Qual a porcentagem necessária p/ o bom funcionamento?

Eu sou ipertenço, e gostaria de saber mais sobre o assunto. pois recentimente eu tive uma crise renal. As minhas pernas incharão muito.Entao , foi que descobrir que eu tinha inssuficiencia renal.

O MEU IRMAO ACBOU DE RETIRAR UM RIM POR TER SOFRIDO UM ACIDENTE QUE COMPROMETEU O ORGAO….ELE PODERA TER UMA VIDA NORMAL COM APENAS UM RIM?

Eu já expeli vários calculos renais, e agora estou sentindo do na lombar, e arde quando vou urinar, minha urina ficou da cor de café. Já fiz 2 punções pela ureta pra tirar um calculo no ureter e coloquei um cateter por trinta dias. Quero saber se tenho probabilidade de desenvolver uma nefrite. Um abraço.

Minha namorada tá sentindo sono , dores na coluna ,quase não tá urinando …
Tem alguma solução para este problema ?
Obrigado …

sou Giovana tenho 09 anos,
meu sangue é negativo se
quizerem doar um rim para
mim agradeço obrigada

Há seis meses descobri q meus rins só funcionavam 50%.Sou meio desleixado na dieta. Não sinto dores. urino 2.770 ml24 horas por dia. na realidade não sinto nada fiz nesse mês de abril corrente todos os exames só dois deu rsultados insastifatório:Clearencence de creatina = 42,93.proteinúria 130 mg/24 horas.Creatinina 2.9 mg/dl. Quem quiser trocar idéia sobre o assunto ai segue meu Email : silvan-serra@hotmail.com

Eu tenho os Rins policisticos, o rim direito tem 41% de funcionamento e o esquerdo está com 59% de funcionamento, qual é o tratamento?

Meu pai fez oum exame e acusou q os rins dele da funcionando só 30 POR CENTO, qual a porcentagem pra entrar na emodialice?E qual a porcentagem de um bom funcionamento?

Os comentários estão encerrados.