Dor de cabeça crônica: a solução pode estar no dentista

Disfunção da articulação temporomandibular (ATM): um probelma na articulação da mandíbula que causa dor de cabeça.

Cerca de 10% da população sofre com a doença e toma rémédios sem saber a verdadeira causa da dor. De 7% a 17% das das crianças sofrem com esse mal. O mal funcionamento da articulação também interfere no processo digestivo, uma vez que prejudica a mastigação de quem sofre com a doença.

Causa insuspeita de dores da cabeça atrozes, problemas na articulação da mandíbula ainda podem passar despercebidos nos consultórios médicos. O diagnóstico é feito pelo dentista e o tratamento da disfunção dessa articulação devolve sorrisos para quem sofreu tanto sem saber por quê.

 

Disfunção da articulação temporomandibular (ATM)

O nome é difícil, mas, uma vez feito o diagnóstico no consultório odontológico, o tratamento da articulação que liga o maxilar à mandíbula descomplica a vida de pacientes desenganados em consultórios médicos. Especializada em ATM, a dentista Simone Carrara indica que 90% dos pacientes que têm a disfunção têm dor de cabeça crônica. “Pouca gente imagina que uma dor de cabeça pode ser tratada pelo dentista”, comenta. A maioria dos seus pacientes recorreu a diversos especialistas da medicina antes de procurá-la.

Além da dor de cabeça, dores de ouvido, dor e pressão atrás dos olhos, estalidos ou sensação de desencaixe ao abrir ou fechar a boca e até dores nas costas podem afligir pacientes de várias idades e estão relacionados com disfunções na ATM. “A articulação temporomandibular é uma das mais complexas do corpo humano, pois está ligada também ao crânio”, explica a Dra. Simone Carrara. Essa articulação, que possibilita à mandíbula mover-se para frente, para trás e para os lados, pode desgastar-se com hábitos relacionados à tensão, ao encaixe da mordida e até à postura corporal.

A boa notícia é que os novos tratamentos não usam mais técnicas invasivas. “Sem cirurgia e sem intervenções agressivas é possível eliminar a causa da dor e se livrar de vez de remédios que não resolviam, mas apenas aliviavam os sintomas”, salienta a Dra. Carrara.  Placas de acrílico, intervenção em hábitos e posturas, fisioterapia com laser e ultra-som são algumas soluções propostas.

A dentista comemora o fato de mais médicos estarem se sensibilizando em relação à ATM e encaminhando pacientes para consultórios odontológicos. Ela observa ainda que, embora seja pouco conhecido, o problema atinge cerca de 10% da população, sem distinção de idade. Dra. Carrara assegura que praticamente todos os pacientes respondem positivamente ao tratamento e que, em muitos casos, a dor pode desaparecer em menos de duas semanas. As dores crônicas atingem quase metade dos adultos e são consideradas as principais causas de ausência no trabalho, aposentadoria por doença e baixa produtividade.

 

Fonte

Simone Carrara – dentista especializada em ATM.

 

 

Cristiane Rosa/ Janete Saud

Profissionais do Texto Assessoria de Imprensa

Contatos: (61) 8485-1299/ 3327-0050




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Estou aflito com a situaçao do meu filho de 16 anos que desde Maio 2006 sofre dores de cabeça ate hoje.Toma remedios e quando para a recaida toma lugar.Aos 9 anos ,ele apresentava desalinhamento dos dentes.A correcçao foi feita mas aos 11-13 reaparece o desalinhamento-” os dentes do maxilar superior cobrem os do maxilar inferior quando ele fecha a boca”.O problema complicou-se ,porque nos primeiros dias da doença ,ele apresentava alucinaçoes!Gostaria de saber mais sobre o caso e as possibilidades de encontrar a soluçao.Vivemos em Africa ,onde o nivel de desenvolvimento da medicina nos deixa em sofrimento permanente.

ha tres anos venho sofendo com dores de cabeça constante, dores que estreça muito, me impossibilitando de estudar e fazer outras coisas, fiz um raio-x panoramico da madibula e do atm e acusou que estou com desamornia nas mandibulas e nos;essas dores passam para meu corpo.Já tomei varios medicamentos mais nao adiantou.Queria saber se existe um tratamento eficiente para tal problema, como tambem seber se sao caros esses tratamentos.

De uns tempos pra cá venho sentido muitas dores atrás de meus olhos e envolta(pontadas muito fortes.
As dores na cabeça tambem são muito frequentes.
Queria saber se a mandubula afeta essas dores de cabeça?
E o que é essa dor intensa nos olhos???
Ja fiz exame de cinosite mas mesmo assim nen deu nada…

obs:uso óculos de descanso, mas tambem não fez nenhuma diferença!

Sofro com dores de cabeça desde criança, hoje tenho 15 anos e ainda sofro com esse problema.. São dores muito forte, pontadas na cabeça que eu grito de dor, fico tonta e não aguento nem mexer a cabeça.
Será que tem haver com os dentes?

sofro com dores de cabeça, a mais de quatro meses. tive uma dengue emoragica e fui parar na UTI ,depois disso sofro diariamente com fortes dores de cabeça fiquei quatro dias sem conhecer a minha familia e tive alucinações consultei com o neuroligica clinico ele me disse que tenho sinusite crônica e cefaleia crônica.não estou aguentando trabalhar.o que devo fazer com tanta dor de cabeça tem cura?

ai meu deus e se eu tiver problemas na articulaçao e caro nao

Os comentários estão encerrados.