Doenças Respiratórias – prevenir é o melhor remédio

A rotina das famílias modernas somada às oscilações térmicas e ao excesso de poluição causam a maioria das doenças respiratórias
       

Com a chegada das estações frias – outono e inverno – milhares de pessoas são acometidas por doenças respiratórias sazonais, ou seja, as doenças que são mais frequentes nos meses de baixas temperaturas. Entre as mais comuns estão o resfriado, a gripe e a bronquiolite.

A situação fica ainda pior nessa época do ano quando as temperaturas baixam, as oscilações térmicas aumentam e, com as mudanças bruscas de temperatura, há pouca chuva e aumento da poluição nos centros urbanos.

Em conjunto, tais fatores apenas colaboram para o aumento das doenças respiratórias nas famílias que, pelo ritmo de vida acelerado e os maus costumes como má alimentação, convivência em ambientes aglomerados etc, só endossam o quadro.

“É na escola, ambiente em que crianças passam a maior parte do seu dia, que nove entre cada dez crianças estão com algum comprometimento respiratório. Além disso, a troca de vírus entre elas faz com que as doenças se proliferem”, ressalta a Dra. Simone Aguiar.

“No caso dos bebês, a amamentação funciona como uma forma de proteção, apesar do contato cada vez mais cedo com outras crianças e com ambientes aglomerados. Para todas as doenças o melhor remédio é a prevenção, mas saber a diferença entre elas é fundamental para um bom diagnóstico e tratamento”, afirma a especialista.
            

Gripe ou resfriado. Qual a diferença?

Popularmente, a maioria das pessoas acredita estar sempre gripada, quando, na verdade, estão resfriadas. Dificilmente as pessoas sabem a diferença dessas doenças.

A gripe é uma doença infecciosa, causada pelo vírus Influenza. De fácil transmissão, a gripe é altamente contagiosa, já que os vírus se espalham pelos espirros e tosse que as pessoas gripadas apresentam, e que podem ser inalados por qualquer indivíduo que esteja por perto.

A gripe pode evoluir com algumas complicações como quadros graves de pneumonias pelo próprio vírus ou por infecções secundárias devido a alguns tipos de bactérias.

As pessoas que apresentam doença respiratória crônica, como a asma brônquica e a rinite, pessoas idosas ou que tenham alguma deficiência imunológica são mais suscetíveis a essas complicações. O tratamento envolve uma boa alimentação, líquidos abundantes, analgésicos e antitérmicos, mas na verdade o melhor tratamento é a prevenção, principalmente fazendo uso da vacinação anual contra o Influenza antes do início do inverno.

Nos casos das pessoas com doença respiratória crônica, as mesmas devem estar em acompanhamento regular com seus médicos, usando as medicações profiláticas, quando indicadas, e evitando aglomeração em ambientes fechados.

O resfriado também é causado por vírus, mas com sintomas mais leves.
                  

Bronquiolite

Outra doença respiratória que merece destaque é a bronquiolite. Trata-se de uma doença que se caracteriza por uma inflamação nos bronquíolos e que, geralmente, é causada por uma infecção viral. Tal doença pode levar até 60 dias para uma recuperação total, podendo ter um curso variável.

Frequentemente, a bronquiolite aparece após um resfriado comum, e normalmente afeta crianças de até dois anos de idade, sendo que a maioria dos casos ocorre entre 3 e 6 meses de vida.

O vírus sincicial respiratório (VSR) é o principal micro-organismo envolvido nesta doença. Dentre outros vírus que podem causar bronquiolite estão o Parainfluenza, o Influenza e o Adenovírus. O VSR é muito contagioso e se dissemina entre as pessoas por meio do contato das secreções contaminadas do doente com os olhos, nariz ou boca do indivíduo sadio.

A criança, ao levar sua mão à boca, acaba contaminando as suas mãos e, ao tocar em outras pessoas, a doença se espalha. A criança sadia também pode se infectar ao respirar num ambiente onde um doente, ao tossir, falar ou espirrar deixou gotículas contaminadas com os vírus dispersos no ar.
               

Como fatores de risco podemos citar:

* Crianças menores de seis meses de idade;
* Viver em ambientes aglomerados;
* Crianças que nasceram prematuras;
* Crianças que não receberam aleitamento materno.
                            

Asma e Rinite

A asma brônquica pode iniciar em qualquer etapa da vida, mas na maioria das vezes ocorre na infância. Trata-se de uma doença pulmonar obstrutiva crônica, que pode ou não durar por toda a vida.

Ela se manifesta por tosse, cansaço e chiado; em algumas crianças maiores e em adultos, ela aparece por meio de uma forte dor no peito (opressão torácica). Os sintomas podem aparecer a qualquer momento do dia, mas tendem a predominar pela manhã ou à noite.

A asma é a principal causa de tosse crônica em crianças e está entre as principais causas de tosse crônica em adultos. Seu tratamento é feito com medicamentos bronco dilatadores e anti-inflamatórios, sempre com o acompanhamento de um médico especialista. Não há como prevenir a existência da doença, mas sim suas exacerbações e seus sintomas diários.

A rinopatia, mais conhecida como rinite alérgica, é um processo inflamatório que causa irritação na mucosa nasal, e acaba por obstruir a cavidade e aumentar a quantidade de secreção. Geralmente caracteriza-se por corisa, espirros e obstrução nasal. O tratamento se faz com uso de antialérgicos, higiene nasal e,quando indicado, com corticóide tópico nasal.
                                                           

Pneumonias

Pneumonias são infecções que se instalam nos pulmões. Oriundas de um processo inicialmente viral, e deve ser tratada com antibióticos. Cada caso é avaliado individualmente e se definirá, além do tipo de antibiótico, se há ou não necessidade de internação.

Diferentes do vírus da gripe, que é altamente infectante, os agentes infecciosos da pneumonia não costumam ser transmitidos facilmente. Além das medicações, podemos utilizar a fisioterapia respiratória como auxiliar no tratamento. Os fisioterapeutas realizam exercícios respiratórios com o intuito de retirar as secreções de dentro dos pulmões, agilizando o processo de melhora dos pacientes.

Caso haja antecedentes na família com casos de doenças respiratórias não se deve aguardar os meses mais frios do ano para procurar um especialista. O tratamento deve ser feito de forma contínua e atenta à data de vacinação das crianças.

O verão é o momento em que os pais devem buscar as orientações e realizar o acompanhamento ao longo do ano, evitando que as doenças tornem-se muito mais agressivas. A prevenção é o melhor resultado para qualquer doença em benefício à qualidade de vida.
               

Fonte

Simone Aguiar – Médica pneumopediatra do Hospital San Paolo, coordenadora da área de Pediatria Geral que inclui as UTIs Neonatal e Pediátrica, além do Pronto Socorro e Enfermaria. É assistente voluntária do Grupo de Fibrose Cística da Santa Casa de São Paulo.
                    

*****
      

Leilane Vasconcelos
ImagePress – Assessoria de Imprensa
(11) 3951-3371/ (11) 3966-8327/ (11) 3858-7061
leilane@imageassessoria.com.br
http://www.imageassessoria.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Olá minha mãe teve pneumonia pela segunda vez. fivou internada 10 dias na segunda pneumonia, em seus exames deu Derrame pleural, gostaria de saber o que é extamente, há algum perigo e pq ela obteve somente 50% de melhora, segundo o médico a mancha não saiu.
Porque essa mancha não saiu e o que relamete provoca a pneumonia.
Atenciosamente, Kátia

tenho renite alergica, mas toda ves que tenhouma patologia nas regiao respiratoria,fico com falta de ar. gostaria de saber se a melhor soluçao e toma antibiotico ou antinflamatorio.
favor gostaria de um remedio para a alergia juntamente com a renite. para que possa me tratar. muito obrigado !!!!!

Minha filha tem tosse seca como se tivesse algo incomodando a garganta mais sei que não tem nada gostaria de saber o que pode ser esse problema e que especialidade de médico devo procurar desde já agradeço.

minha neta teve bronco plasma gostaria de saber que doença é essa o que causa essa doença e o que podemos fazer para previnir. Desde de já agradeço sua atenção Doutora e aguardo sua respota

Atenciosamente: Simone Alice

Ola! Pessoal
tive uma pneumonia leve a duas
semanas atras fiquei uma semana
internado! só que me resfriei esse final de semana e agora como meu pulmão ainda estava congestionado ele parou de fazer o ronquidão e começou a doer para respirar de novo
sera que estou com pneumonia de novo? abraços!

tenho uma tosse fot´tíssima que piora a noite eprincipalmente quando deito

Estou com uma forte tosse, nariz entupido e ontem tive febre e dor de cabeça ,hoje melhorou e estou sem apetite.Como comida mais não sinto vontade de comer ,só tenho sede .O que faço? isso pode ser o início de alguma doença ou é apenas uma gripe?

tenho renite náo sem como tratar dessa alergia sofro com falta de ar é horrivel.

este site e um dos de eu gosto pois!!
falaw como estas doenças tem cura…
muita jente prescisa^^

**(=^.^=)**

O filho de um amigo meu tem bronco plasma gostaria de saber que doença é essa o que causa essa doença e o que podemos fazer para que ele melhore. Desde de já agradeço sua atenção Doutora e aguardo sua respota

Tenho rinite alérgica, faço tratamento com vacina, uso de medicamento loratadina, uso nasal do medicamento budecort, mas assim mesmo continuo sofrendo com minha rinite e se não bastasse, não estou conseguindo dormir com falta de ar e com secreção nos bronquios como se fosse asma. O que posso fazer para melhorar, já que estou em tratamento há 9 meses e não consigo melhorar?

eu acho q doenças respiratorias um orror eu falo por experiencia propia ! tenho rinite …..
odeio! mas….

ESTE ARTIGO CONTEM COMENTARIOS INTERESANTES SOBRE A ANATOMIA HUMANA COM COMENTARIOS DE PESSOAS EXPERIENTES ANALICAS E BEM INFORMADAS GOSTARIA QUE ENVIASSEM BIOGRAFIA DA PESSOAS QUE ENVESTIGOU OU FEZ OS PRIMEIROS ESTUDOS SOBRE A ANATOMIA HUMANA EM QUE ANO E QUAL ERA O SEU MAIOR OBJECTIVO

Meu filho fica doente direto. Gripes, pneumonia, renite, bronquite… Não sei mais o que fazer. É toda semana. Ele fica ruim, eu levo no médico, ele toma o remédio, fica bom uns 3 a 4 dias e logo fica ruim de novo.
Sou uma mãe desesperada, não sei mais o que fazer. Ele tem apenas 1 ano e já tomou varios tipos de antibióticos.
Preciso de ajuda.

eu estou com gripe,dor na carganta e muita dor na cabeça.Ja tomei dipirona mais ñ adianta.oque eu faço????preciso de muita ajuda.

isso é muito chato so to nesse saite pra mim faze meu trabalho de ciencias (paz e amor pra vcs) beijão

tive derrame pleural à 20 dias e não descobrimos a causa continuo com dores locais falta de ar exames sangue alterados estou realizando rx tomografia mas nao chego a um acordo com médicos gostaria de mais esclarecimentos

meu filho tem bronco plasma gostaria de saber o que posso fazer para previnir. Desde de já agradeço sua atenção Doutora e aguardo sua respota
Atenciosamente: Izaura e Arthur

e muito proveitoso e muito conhe cimanto que eu nao sabia

Os comentários estão encerrados.