Cáries, placa bacteriana e tártaro.

É sabido pela maioria das pessoas que é preciso escovar os dentes freqüentemente para que se obtenha boa saúde bucal. Além disso, o mau hálito pode ser evitado com uma boa escovação, principalmente aquela realizada na língua, e quase nunca o odor desagradável vêm do estômago, como as pessoas costumam pensar.

Porém, o que muitos não sabem é que uma escovação deficiente – ou mal feita – leva a doenças gengivais, como a gengivite e a periodontite. “A gengivite é a inflamação da gengiva devido à higienização deficiente, quando o paciente não faz a escovação adequada ou não usa fio dental. Ela causa inchaço, vermelhidão e sangramento gengival. Somente em suas formas mais agudas, graves, causa dor. Já a Periodontite é um problema mais sério, que pode levar à perda dos dentes”, explica a Dra. Amanda Gonçalves Pinto, dentista da Odontoclinic, rede com 53 clínicas odontológicas instaladas em todo o Brasil.

A Dra. Amanda fala um pouco mais sobre a periodontite: “A periodontite é uma doença crônica que acomete os tecidos que suportam os dentes (osso, gengiva e ligamento periodontal), ela é causada pela placa bacteriana que causa a inflamação da gengiva e reabsorção óssea, podendo levar à perda dos dentes”.

A dentista alerta para o fato de que as doenças gengivais, na maioria das vezes, não causam dor, o que faz com que o cliente não procure o atendimento do dentista, agravando o quadro. “Por isso, é bom ficar atento aos sinais da instalação de doenças gengivais, como o sangramento ao escovar ou passar o fio dental ou a retração gengival, o inchaço da gengiva e, em casos isolados, até mesmo alguma dor”, diz a Dra. Amanda.

 

Cáries, placa bacteriana e tártaro: problemas advindos também da má-escovação

Mais conhecidos, o tártaro, a placa bacteriana e as temidas cáries também são provocados pela má-escovação. “A escovação ineficiente permite o acúmulo e o aumento da placa bacteriana, que é um a massa de bactérias que causa cáries. Já o tártaro, ou cálculo dental, nada mais é do que a placa bacteriana que é calcificada pelos sais existentes na saliva. A placa bacteriana que não é removida devido à escovação incorreta ou insuficiente se transforma no tártaro, que então só pode ser removido pelo dentista através de raspagens”.

As cáries também aparecem pelo resto de alimentos que fica nos dentes e pela dieta rica em açúcares. “Por isso, a a escovação deve ser realizada sempre após as refeições, com escova de cerdas macias e cabeça compacta, usando pequena quantidade de creme dental com flúor. A escova deve ser posicionada em direção ao limite gengiva/ dente, inclinada cerca de 45º, e deve-se fazer um leve movimento vibratório, seguido então de um movimento de ‘arrastar’ a escova no sentido da gengiva para o dente. Este movimento deve ser feito nas superfícies de ‘dentro’ e ‘fora’ dos dentes. Nas superfícies de mastigação, devemos realizar os movimentos de vai e vem com a escova. É importante também, escovarmos a língua, com movimentos suaves que se estendam por toda a sua superfície, como se estivéssemos varrendo a sujeira dela. Após a escovação deve-se sempre secar a escova antes de guardá-la, para que ela não acumule bactérias, e utilizar o fio dental sempre”, finaliza a dentista.

 

Mau hálito: um problema que vem, em geral, da língua

A halitose – ou mau hálito – é o odor desagradável emitido pela boca. Em 90% dos casos, esse mau cheiro é provocado pelo acúmulo de resíduos de alimentos na língua (chamado de saburra) que, se não forem removidos corretamente, fermentam, criam bactérias e liberam o enxofre. É esta substância – o enxofre – que causa o cheiro ruim que se sente.

90% dos casos de halitose são causados pela boca. Além do acúmulo de saburra, dentes cariados, periodontite, gengivite e placa bacteriana podem causar o odor. Os outros 10% podem estar ligados a doenças como o diabetes e insuficiências renal e hepática.

Ao contrário do que se pensa, dizer que a halitose vem do estômago é um mito. O estômago possui válvulas que se fecham, permitindo apenas a passagem de eructação gástrica, o chamado arroto, e não odores. O mau hálito vem mesmo é da boca.

Ficar em jejum também não causa mau hálito: o que acontece é que a pessoa saliva menos e o alimento acumulado na língua fermenta, liberando o enxofre. Quando a pessoa come, saliva mais e a língua parece mais limpa.

 

A quem a halitose ataca

Qualquer pessoa – independente da raça, idade ou sexo – pode ter halitose. Este transtorno ocorre muito mais pelos hábitos de higiene do que por alguma característica genética.

 

Como detectar o problema

Quem tem halitose geralmente não sabe que passa por este constrangimento. Isto porque o organismo humano ‘se acostuma’ com seus próprios odores e são pouquíssimas as pessoas que conseguem ser sinceras com quem tem mau hálito, informando a pessoa disso. Por isso, um indivíduo pode passar anos e anos sendo discriminado. O isolamento social é terrível, já que o medo de abalar uma relação dificulta muitos diagnósticos. Porém, uma simples visita ao dentista pode resolver a questão. Se o problema for local, na boca, o tratamento será feito pelo dentista. Em 90% dos casos, a escovação mais intensa, o uso do raspador de língua e do fio dental resolvem o problema. Quando ele é sistêmico, ou seja, causado por doenças como o diabetes, o paciente é encaminhado para um especialista.

 

Dicas da Odontoclinic

- Não deixe de fazer visitas constantes ao dentista: ele saberá qual é o seu problema e como tratá-lo da melhor forma;

- Se você é portador de diabetes, insuficiência renal ou hepática, redobre os cuidados com sua saúde;

- A higiene é o melhor tratamento: escove os dentes ao menos três vezes por dia. Use sempre o fio dental e um raspador de língua (vendido em farmácias). A escova de dentes não é suficiente para limpar a língua. Se você já tem halitose, use o raspador também três vezes ao dia;

- Balas, chicletes e anti-sépticos bucais somente disfarçam o problema. Não há nada mais eficiente que a higienização;

- As pessoas acordam com mau hálito porque à noite há menor produção de saliva e, portanto, maior fermentação e liberação de odores de enxofre. Por isso, o odor matinal é mais forte que os outros que ocorrem durante o dia;

- Beba bastante água e como alimentos fibrosos: a água aumenta a produção de saliva e as fibras ajudam a limpar a língua;

- Quem sofre de halitose passa por isolamento social, perdendo chances de emprego e até de relacionar-se em sua vida pessoal. O problema é sério, mas simples de resolver. Procure sempre um dentista.

 




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

Boa Tarde! Tenho dor, inchaço e mau hálito na minha gengiva do dente do fundo, minha dentista não sabe dizer o que é, apenas disse que vai cortar a gengiva e que assim vai sarar1 Mas estou desesperada! Já convivo com esse problema a mais de um ano e ninguém resolve para mim! Socorro! Obrigada!

preciso que me explique o que tenho, tenho um inchaço na gengiva pareçe ser uma bola o que pode ser e kd toco doi me?

tenho dor na gengiva no ultimo dente inferior, causa dor quando toco e mau cheiro, fica como se estivesse um pouco inchado e dolorido, gostaria de saber o que é
Obrigado, aguardo resposta

A periodontite pode levar um individuo a ter problemas mais graves, não tendo um tratamento adquado como uma endocardite esta sendo disseminada por uma via linfática ou hematogenica.Ou outro tipo de doença que possa esta relacionada com esse processor bacteriano ou infeccioso.

Eu achava que o meu mau hálito era problema nos estômago e não me importava de ir diariamente ao dentista e só escovava os dentes 2 vezes por dia, depois que segui as orientações, fui ao dentista e comecei a tratar dos dentes, escovar mais vezes os dentes, tomar bastante água, como melhorou o meu hálito e o meu esposo não reclama mais, o único problema é que não tenho costume de usa fio dental e não uso, não tenho muito jeito, falta de costume mesmo, desculpem minha ignorância. Sou grata pelos ensinamentos e o incentivo, valeu o empurrão para me cuidar, estou mais feliz, estou rindo atoa, a vida não está tão boa, mas o sorriso ajuda a melhorar e a beijar muito………………………..

E ia começar a fazer academia para ficar sarada, mas com mau hálito e dentes doentes não dar para dar risadas, como minhas condições financeira não permite fazer as duas coisas, depois que eu estiver rindo atoa,aí sim, vou fazer minha academia e juntar o útil ao agradável,tem coisa melhor, melhorar no condicionamento físico para namorar e no hálito para beijar muito………………………………… Não!!!………………………………..

Olá,
Estou com a gengiva bastante inchada e não sinto dor,apenas um desconforto nos dentes que parecem ter amolecidos e estão muito sensiveis dificultando a mastigação.Que problema dentario é esse?
Obrigada,pelo esclarecimento,
Anita

olá, e arranquei um ciso a alguns semanas e elecicatrizou bem, mas a alguns dias minha gengiva começou a inchar no local e formou-se uma bola, ao tocar e ao mastigar doi, e parece ter ago dentro, o q pode ser?

olá, tenho os dentes fortes e aparentemente saudavel, entretanto, quando uso o fio dental, sinto um mal cheiro que acredito ser da gengiva e ainda sangra quando escovo com força ou uso fio dental, será que tenho alguma doença da gengiva? aguardo uma resposta.

Os comentários estão encerrados.