Sociedade Brasileira de Diabetes lança Manual de Nutrição e Diabetes

Incentivar e orientar uma alimentação equilibrada são os objetivos do Manual de Nutrição e Diabetes, lançado pela SBD – Sociedade Brasileira de Diabetes em comemoração ao dia Nacional de Saúde e Nutrição (31 de março). Segundo a nutricionista Gisele Rossi Goveia, coordenadora do departamento de nutrição da entidade, a alimentação equilibrada e individualizada é a principal aliada para o controle metabólico da patologia. “Isso representa a busca por um estilo de vida mais saudável”.

O guia nutricional conta com recomendações sobre nutrientes e plano alimentar para diabetes tipos 1 e 2, entre outros assuntos. O manual tem duas versões. Uma para os profissionais da área de saúde, que trabalhem com pessoas portadoras do Diabetes, e outra para o público leigo.

A publicação é dividida em sete capítulos que abordam o assunto nutrição por meio dos temas:

Os Alimentos: Calorias, Macronutrientes e Micronutrientes; Alimentação e Hábitos SaudáveisDeterminando o Plano Alimentar; Plano Alimentar e o Diabetes Mellitus Tipo 1; Plano Alimentar e Diabetes Mellitus Tipo 2; Plano Alimentar nas Complicações Metabólicas Agudas e Crônicas do Diabetes: Hipoglicemia, Nefropatia, Dislipidemias; e Plano Alimentar nas Situações Especiais: Escola, Trabalho, Festas, Restaurantes e Dias de Doença.

As autoras do Manual de Nutrição e Diabetes são as nutricionistas Anelena Soccal Seyffarth, Anita Sachs, Celeste Elvira Viggiano, Deise Regina Mendonça, Gisele Rossi Goveia, Luciana Bruno e Marlene Merino Alvarez. As especialistas  Ana Cristina Bracini de Aguiar, Clarissa Paia Bargas Uezima, Josefina Bressan Resende Monteiro, Juliane Costa Silva Zemdegs, Kariane Aroeira Krinas e Marisa Sacramento Gonçalves colaboraram com a publicação.

O manual está disponível no site da SBD www.diabetes.org.br<http://www.diabetes.org.br/>  em ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

 

Sobre a Sociedade Brasileira de Diabetes- SBD

A Sociedade Brasileira de Diabetes é constituída pelos maiores especialistas em diabetologia do país que se dedicam permanentemente à pesquisa e atualização científicas. Dado o caráter multidimensional do diabetes e suas implicações sócio-culturais e econômicas, a missão da SBD é de amplo espectro.

No plano Técnico-científico, a SBD tem por finalidade contribuir para a reciclagem dos médicos e profissionais de saúde, através da disseminação de conhecimento. Congressos, cursos, seminários e simpósios são algumas das atividades através das quais a SBD cumprirá esta finalidade. No plano Institucional, a SBD tem a missão de promover gestões contínuas junto às autoridades, visando a adoção de políticas públicas condizentes com a
dimensão social e econômica da doença. No Plano Educacional é função da SBD conscientizar, de todas as formas possíveis que estiverem a seu alcance, a população em geral a se prevenir e se tratar. Tendo em vista, porém, por exemplo, que a obesidade é um co-fator chave da doença, a educação de diabéticos e pré-diabéticos ultrapassa a fronteira da medicina para penetrar numa questão sócio-cultural que envolve hábitos (e maus hábitos), de vida de um modo geral e de alimentação, em particular.

Fundada em 1970, a SBD atualmente é presidida pelo prof. dr. Marcos Tambascia e é reconhecida nacional e internacionalmente como uma instituição-referência e um centro de saber e informação em diabetes, orientada por princípios de ética e transparência e por uma conduta médica e social desvinculada de qualquer interesse pessoal, financeiro ou
corporativo.

SBD é uma sociedade que vem crescendo e ocupando um lugar de destaque dentro da medicina nacional. Recentemente, a entidade sentiu necessidade de ampliar seu trabalho, nomeando representantes em vários estados. Além das Delegacias Regionais foram criados Departamentos (Nutrição e Metabologia, Enfermagem, Educação, Diabetes Gestacional, Epidemiologia, Pé Diabético, Diabetes no Jovem, Metodologia Científica, Cardiologia Vascular, Complicações Crônicas e Atividade Física) para manter unidos os vários profissionais envolvidos com o tratamento do diabetes. Já estão em funcionamento cinco Regionais da SBD: Bahia, Ceará, Minas Gerais, Goiás e Sergipe. A SBD realiza de dois em dois anos um Congresso Nacional, de atualização científica (para médicos e
profissionais de saúde) (voltado a pacientes e Associações de Pacientes Diabéticos), que reúne cerca de 3.000 profissionais de saúde. A SBD está aceitando inscrições como associados de clínicos gerais e profissionais de saúde por meio do site  <http://www.diabetes.org.br/> www.diabetes.org.br

A sede da Sociedade Brasileira de Diabetes fica na Rua Afonso Brás, 579, salas 72 / 74, Vila Nova Conceição, CEP: 04511-011 – São Paulo – SP, Telefax
(11) 3846-0729, e-mail:  <mailto:secretaria@diabetes.org.br> secretaria@diabetes.org.br.

 

Informações:
Lítera – Relacionamento com a Imprensa
Maria Luiza Paiva –  <mailto:luiza@litera.com.br> luiza@litera.com.br
Eliane Pupo –  <mailto:eliane@litera.com.br> eliane@litera.com.br

(11) 3673-7270

 <http://www.litera.com.br/> www.litera.com.br




Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo e considere
cadastrar nosso RSS, para ser notificado nas próximas atualizações do blog.

Comentários

È muito nobre de vocês se preocuparem com esta classe de pessoas (diabéticas) que sofrem tanto com esta condição. Por elas e por mim, eu agradeço.

Estou com 51 anos de idade e jamais imaginei que irira me deparar comuma Melitus 2. Não sei o que fazer. Estou lendo bastante. Preciso de ajuda principalmente nutricional pois pelo que vejo quase nada posso comer.Achei interessante este artigo. PARABÉNS!

Olá! estou fazendo um trabalho sobre diabetes mellitus tipo 2, gostaria de receber algum material para utilizar, Parabéns pelo artigo. agradeço.

acho uma boa ter iformaçao sobre o assuto

Os comentários estão encerrados.